Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

irritado (blog de António Borges de Carvalho).

O SOCIALISMO É A FILOSOFIA DO FRACASSO, A CRENÇA NA IGNORÂNCIA, A PREGAÇÃO DA INVEJA. SEU DEFEITO INERENTE É A DISTRIBUIÇÃO IGUALITÁRIA DA MISÉRIA. Winston Churchill

irritado (blog de António Borges de Carvalho).

O SOCIALISMO É A FILOSOFIA DO FRACASSO, A CRENÇA NA IGNORÂNCIA, A PREGAÇÃO DA INVEJA. SEU DEFEITO INERENTE É A DISTRIBUIÇÃO IGUALITÁRIA DA MISÉRIA. Winston Churchill

AMIGOS, AMIGUINHOS E AMIGALHAÇOS

Os amigos estão na moda. Em si, não é coisa má. Mas...

O camarada Pinto de Sousa tem o maior de todos os amigos, um tipo que lhe adianta as massas que forem precisas para a sustentação do vidaço que bem merece. Assim: taco aos pontapés, atempada e prestimosamente.

O camarada Putin, sabe-se agora, também tem um amigo milionário, com fortuna de milhares de milhões honestamente ganhos a vender rabecões.

Mais pequenino, o camarada Costa tem um amigo (o seu “melhor amigo”) que o ajuda, pro bono, em rebuscados e milionários negócios do Estado. Para pagar as borlas do amigo decide contratatá-lo, julga-se que a recibos verdes ou equivalente, por dois mil euros por mês mais IVA. Por um lado, é de uma enternecedora modéstia. Por outro, nos conceitos do governo, o homem passa a rico, que é o que acontece ao comum dos mortais que auferem tal rendimento.

É de saudar, por unanimidade e aclamação, esta demonstração de amizade. Que diabo, o homem tem prática nas matérias que é suposto vir, ou continuar, a tratar. Uma experiência adquirida em muitos negócios, particulares e estatais. Certamente sempre de borla, como é de pensar. Mais um amigo, um benemérito. Um saber de experiência feito posto ao serviço da Pátria por 2.000 euros por mês, mais IVA. Parabéns.

Amigos há poucos, sobretudo dos bons.

*

Por falar em amigos, há que escolhê-los. Nos negócios como na política. É o caso, já saudado efusivamente na imprensa internacional, do camarada Tripas.  Certamente para criar confiança no país, o chamado primeiro-ministro foi a Atenas solidarizar-se com a luta contra a “austeridade” levada a cabo pelo seu amigo grego, homem que, como é sabido, soma inúmeros êxitos tal respeito. O camarada Costa, em nobre e solidária atitude, quer seguir o exemplo do amigo. Que diabo, na crise actual os gregos já somam três resgates. Nós, só um. Não é justo. Estamos atrasados! Há que seguir os bons exemplos. Há que dizer ao mundo que também queremos, a fim de aumentar a confiança na nossa capacidade para atrair investimentos, que alteramos tudo o que já fizemos em contrário, que somos inimigos de Bruxelas, do BCE, da comunidade internacional e de outros gangsters que andam por aí , que vamos repor tudo o que estava em vigor há cinco anos atrás, a caminho de um futuro cheio de promessas, isto é, de resgates, de troicas e de amigos como o Tripas.

Alegremo-nos, o Costa tem amigos.

 

13.4.16

3 comentários

Comentar post

O autor

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D