Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

irritado (blog de António Borges de Carvalho).

O SOCIALISMO É A FILOSOFIA DO FRACASSO, A CRENÇA NA IGNORÂNCIA, A PREGAÇÃO DA INVEJA. SEU DEFEITO INERENTE É A DISTRIBUIÇÃO IGUALITÁRIA DA MISÉRIA. Winston Churchill

irritado (blog de António Borges de Carvalho).

O SOCIALISMO É A FILOSOFIA DO FRACASSO, A CRENÇA NA IGNORÂNCIA, A PREGAÇÃO DA INVEJA. SEU DEFEITO INERENTE É A DISTRIBUIÇÃO IGUALITÁRIA DA MISÉRIA. Winston Churchill

ANIMAIS SIMPÁTICOS, HUMANO ESTERCO

Gosto de andar na relva. Todos os dias, saio de casa e vou até à relva lá à porta, aos saltinhos. Sim, aos saltinhos. Não porque goste de andar aos saltinhos, mas para não apanhar com um cagalhão de cão na sola do sapato, ali, à minha espera, primorosamente colocado na relva pelos canídeos dos meus queridos vizinhos. Isto para não falar de odor que produto exala.

Falando de odores, quando das primeiras chuvas, a relva rescende, não a terra molhada mas a mijo de cão. Às vezes, tropeço nas arreatas extensíveis dos canídeos, com uma ponta no pescoço dos ditos, outra na carinhosa mão de um selvagem qualquer.

De noite, não raro acordo com os protestos ladrados por algum simpático animal que se chateou ou cujo dono se atrasou na hora do passeio necessário à pública borrada.

Não, não sou contra os cães, até gosto deles. Sou contra a incivilidade de quem os usa para gáudio próprio e transtorno dos demais. Acho que ter um cão na cidade devia ser objecto de caríssimas licenças, de vigoroso policiamento e de multas astronómicas para quem prevaricasse. Todas as despesas camarárias incorridas em limpezas e desinfecções, respectivo pessoal, etc., deviam ser pagas por tais licenças e tais multas. A Câmara até podia aproveitar para dar mais uns empregos, custos a sustentar pelos donos das cãezinhos, portanto orçamentalmente neutros e socialmente úteis…

O animalesco deputado que se dedica a chatear meio mundo por causa dos cães, ao ponto de pôr pacíficos cidadãos a pagar veterinários e outras parvoíces, devia ficar a falar sozinho em vez de se divertir à custa dos outros. Mas goza da ternurenta protecção da camarilha no poder, que assim lhe vai comprando o voto, quem sabe se com a bênção do CDS e do PR.

Não tenho ilusões. Ou deixo de gozar a relva, ou continuo aos pulinhos. Ou passo a gostar de ouvir os animais a protestar ou continuo a irritar-me com cães a ladrar às três da manhã. Ou arranjo chatices com os selvagens, ou meto a viola no saco.

E a vida continua, entregue aos bichos.

 

26.3.16 

Comentar:

CorretorEmoji

Notificações de respostas serão enviadas por e-mail.

O autor

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D