Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

irritado (blog de António Borges de Carvalho).

O SOCIALISMO É A FILOSOFIA DO FRACASSO, A CRENÇA NA IGNORÂNCIA, A PREGAÇÃO DA INVEJA. SEU DEFEITO INERENTE É A DISTRIBUIÇÃO IGUALITÁRIA DA MISÉRIA. Winston Churchill

irritado (blog de António Borges de Carvalho).

O SOCIALISMO É A FILOSOFIA DO FRACASSO, A CRENÇA NA IGNORÂNCIA, A PREGAÇÃO DA INVEJA. SEU DEFEITO INERENTE É A DISTRIBUIÇÃO IGUALITÁRIA DA MISÉRIA. Winston Churchill

APESAR DA GERINGONÇA

 

Parece que Silva, o trauliteiro mor - hoje dito ministro de uma coisa qualquer e, por isso, mais suave, mais cheio de “gravitas” - já não ameaça os dversários de porrada, limitando-se a dizer  que estão em situação de não querer perceber os feitos heróicos da gerigonça.

As evidências não são a especialidade da esquerda nacional. Nunca foram, como há quem já tenha percebido. É natural que o ultramontanismo do Silva não chegue para perceber o que se vai passando, coisa que não é tão complicada como se poderá imaginar mas que, mesmo assim, está fora dos limites da capacidade do indivíduo. Perdão. Sejamos justos e caridosos: talvez a capacidade da criatura esteja dentro de tais limites. Neste caso, mente com quantos dentes tem na boca, o que é próprio da filosofia em vigor. Nada a criticar.

Vejamos. O crescimento da economia, ao contrário do que diz a propaganda, não é coisa que fique a dever seja o que for à geringonça. O trimestre em que, dizem, a economia cresceu mais, também foi, dizem os mesmos, aquele em que o consumo interno mais desceu. Ora como o consumo interno (dos funcionários e demais clientes - o resto ficou de fora) era o que, para a geringonça, faria crescer a economia, aí temos tudo de pernas para o ar: o consumo interno, ainda por cima descendo, não fez crescer coisíssima nenhuma. Se a economia cresceu, não foi por causa da geringonça, foi apesar dela ou até contra ela. De qualquer forma não é coisa com que a geringonça tenha seja o que for a ver, directa ou indirectamente.

As origens do tal crescimento têm que ser procuradas mais longe, como o IRRITADO já teve ocasião de dizer, ou seja, às reformas de Passos Coelho, aos cuidados de Passos Coelho, ao bom senso de Passos Coelho, às poupanças de Passos Coelho. Aliás, o crescimento começou, ou regressou, com Passos Coelho, o emprego começou a subir com Passos Coelho, etc. Somem-lhe a retoma europeia e o turismo, e aí têm: zero a ver com a geringonça.  

A geringonça apanhou o combóio por perversas vias e (ainda) não o fez descarrilar, mesmo trabalhando para isso com afinco. Já faltou mais, mas é verdade que enquanto o pau vai e vem folgam as costas.

O pior é o que vem a seguir.

 

16.5.17

6 comentários

Comentar post

O autor

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D