Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

irritado (blog de António Borges de Carvalho).

O SOCIALISMO É A FILOSOFIA DO FRACASSO, A CRENÇA NA IGNORÂNCIA, A PREGAÇÃO DA INVEJA. SEU DEFEITO INERENTE É A DISTRIBUIÇÃO IGUALITÁRIA DA MISÉRIA. Winston Churchill

irritado (blog de António Borges de Carvalho).

O SOCIALISMO É A FILOSOFIA DO FRACASSO, A CRENÇA NA IGNORÂNCIA, A PREGAÇÃO DA INVEJA. SEU DEFEITO INERENTE É A DISTRIBUIÇÃO IGUALITÁRIA DA MISÉRIA. Winston Churchill

APONTAMENTOS MATINAIS

 

GALEGADAS

Costa mandou a lista dos “ministros” para as televisões e os jornais antes de a mandar ao PR.

Mais galego é impossível.

 

PRÉ-PRESIDENCIAIS BOJARDAS

O inimitável Marcelo declarou que Passos Coelho é um tipo decente (muito bem), e desejou felicidades a Costa (muito bem), assim demonstrando a “equanimidade” presidencial que o anima. Acrescentou que as felicidades do Costa são as felicidades do país, o que é o mesmo que confundir canja com estriquinina. Não precisava de ir tão longe. Ponha-se a pau, senão acaba por ter que ir à posse da Maria de Belém.

 

HORROR DOS HORRORES

Aqui, à minha frente, numa mensagem electrónica, sentados num sofá de Belém, os três monstros do PS: Costa, o beiçudo, César, o sapo, e Ferro, o inominável. Já viram coisa mais hedionda? Eu sei que quem vê caras não vê corações. É verdade. Só que, desta vez, os corações conseguem ser piores que as caras.

 

TAP PARA O POVO!

Mais que não seja por uma questão de fogo de artifício, o PS do Costa insiste em que o Estado devia continuar maioritário na TAP. Havia de ser bonito. Alguém, no seu perfeito juízo, cairia nessa de gastar centenas de milhões para ficar às ordens do Costa? Xiça!

 

MINISTÓCRATES

Dos 17 “ministros” do Costa, 9 vieram dos governos do Pinto de Sousa. Um descanso, não é?

 

MAS HÁ MAIS

O ministro da economia acha que estar no euro não é um valor, é um fardo.

Pôr um trauliteiro desbocado e ultramontano a chefiar a diplomacia é o mesmo que meter a raposa no galinheiro. Eu sei que ser melhor que Machete é facílimo, mas, que diabo, a escolha não podia ser mais abstrusa.

Para a cultura, o camarada Soares (João), especialista no mais oco bláblá, conhecido e reconhecido pela fatal ignorância que as suas frequentes presenças na televisão demonstram. Por uma questão de decência, nem comentários devia merecer.

 

FAMILÓRIAS

Dona Vitorino, “ministra” do mar, muito conhecida pelas suas zangas com o tipo do jamais no caso da sucata, é cônjuge de outro “ministro”, não me lembro qual, esquerdoidíssimo, muito próximo do Costa e do Pinto de Sousa.

A “secretária de estado” de qualquer coisa é filha daquele senhor que, depois ter ter feito uma “reforma” da segurança social para 30 anos que durou 2 e que volta, agora, importantíssimo, à respectiva pasta, com certeza para premiar os serviços prestados ao Pinto de Sousa.

A “ministra” da justiça deu à costa em 1970, depois de o governo comunista angolano lhe ter mandado matar a família. Sendo pessoa discreta, até hoje, nada haveria a dizer. O problema dela talvez seja só ser consorte de um senhor Paz Ferreira (salvo erro) um dos mais zarolhos comentadores da nossa praça. Uma influência aterradora.

 

E MAIS

O “ministro” da educação talvez seja o mais promissor. Tratando-se de “especialista na área do cancro”, pode ser que ajude a dar cabo do governo.

 

O “ministro” do planeamento e infraestruturas é um rapaz que, durante o glorioso governo do Pinto de Sousa, ficou muito conhecido por estar sempre, na TV, a espreitar atrás do Lino. Lembram-se?

 

O “ministro” das finanças é o inventor do progresso económico através aumento do consumo interno, primária inversão a fazer inveja aos ensinamentos da universidade de Cacilhas.

 

Não consta que o “ministro” da defesa tenha, ou tenha tido, alguma coisa ver com o assunto.

 

ACABAR EM BELEZA MÉDICA

Fechando estes simples apontamentos, aqui vai uma de estalo, proferida pelo barbiolíneo e esquedófilo bastonário sa Ordem dos Médicos: Não há nenhuma evidência científica de que, na saúde, a gestão privada seja melhor que a pública. Significa, como diria o amigo banana, que não há nenhuma evidência científica de que, na saúde, a gestão pública seja melhor que a privada. Chuva em Novembro... Natal em Dezembro, não é, ó doutor?

 

 

Para já, é tudo. Amanhã há mais.

 

25.11.15

 

NB. O ilustres "membros do governo" são postos entre aspas por ainda não o ser. Talvez haja ainda uma hipótese...

12 comentários

Comentar post

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D