Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

irritado (blog de António Borges de Carvalho).

O SOCIALISMO É A FILOSOFIA DO FRACASSO, A CRENÇA NA IGNORÂNCIA, A PREGAÇÃO DA INVEJA. SEU DEFEITO INERENTE É A DISTRIBUIÇÃO IGUALITÁRIA DA MISÉRIA. Winston Churchill

irritado (blog de António Borges de Carvalho).

O SOCIALISMO É A FILOSOFIA DO FRACASSO, A CRENÇA NA IGNORÂNCIA, A PREGAÇÃO DA INVEJA. SEU DEFEITO INERENTE É A DISTRIBUIÇÃO IGUALITÁRIA DA MISÉRIA. Winston Churchill

ASSÉDIO!

 

Calcule-se que fui assediado, e não gostei, por uma doidivanas, tão esperta quanto absurda e perigosa, dona Catarina Martins de seu nome. Dando jus a uma ideologia não confessa mas evidente, vem, das catacumbas do mais profundo bolchevismo, dar as suas dicas quanto ao brilhante futuro que nos ajuda a alcançar. Segundo uma entrevista que deu por aí, a solução está, tout court, em acabar com a iniciativa privada em tudo e mais alguma coisa, reinventando a “economia” dos planos quinquenais, de tão brilhante memória. Tudo na mão do Estado, leia-se do partido que está a ajudar a formar, para já pondo o PS às ordens (o PS não se queixa do assédio desta patroa, e até gosta). Ela tem a certeza que o PC alinhará com justificado gáudio ainda que vá fazendo umas queixinhas de vez em quando para entreter o pagode. O assédio tem várias frentes, na economia, é claro, mas também na saúde, na educação e em tudo o que mexa. Todos funcionários públicos, todos escravos políticos (não sexuais por enquanto), todos felizes às ordens da sádica criatura. Quando as liberdades burguesas acabarem, aí estará ela com direito a estátua implantada no meio da miséria geral, mas cheia de gozo e de poder.

A seu lado, o rapazola que entrou para a Câmara de Lisboa, cheio de afectos em relação ao melífluo boquinhas eleito presidente, vem, para começar, pôr os privados fora dos programas de “reabilitação”, falar em linhas de metro a rodos, todas ao mesmo temo, anunciar uma série de “medidas” tidas e aceites como “sociais”. O Medina, coitadinho, todo contente com o assédio, deu-lhe tudo, salvo umas coisitas que ficam para “apreciação” e que, a seu tempo, veremos e sofriremos. Podemos contar com novos impostos, taxas e taxonas, tipo a da “protecção civil” (protecção civil uma ova), que não deixarão de ser lançadas para pagar a evolução da CML, ou seja, o caminho para a bolchevização autárquica. A presidencial criatura até já anunciou o aumento da taxa de turismo, que é peanuts e paga maioritariamente por estrangeiros, para que a malta se vá habituando à política em marcha: pagar e não bufar. É preciso criar condições para custear os custos do assédio do rapazola, tão simpático, a arreganhar a taxa, a ver se passa. E já passou!

Nestas coisa do assédio, há quem goste, não se queixe, e até alinhe.

 

6.11.17   

5 comentários

Comentar post

O autor

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2007
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2006
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D