Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

irritado (blog de António Borges de Carvalho).

O SOCIALISMO É A FILOSOFIA DO FRACASSO, A CRENÇA NA IGNORÂNCIA, A PREGAÇÃO DA INVEJA. SEU DEFEITO INERENTE É A DISTRIBUIÇÃO IGUALITÁRIA DA MISÉRIA. Winston Churchill

irritado (blog de António Borges de Carvalho).

O SOCIALISMO É A FILOSOFIA DO FRACASSO, A CRENÇA NA IGNORÂNCIA, A PREGAÇÃO DA INVEJA. SEU DEFEITO INERENTE É A DISTRIBUIÇÃO IGUALITÁRIA DA MISÉRIA. Winston Churchill

BATER NO FUNDO

 

“Este não é o tempo de semear a dúvida e a desconfiança”... “é tempo de deixar trabalhar”, são frases marcantes das diatribes do PS pronunciadas pela sua primitiva e/ou primária encarregada de ignaras bocas da oposição à oposição, conhecida sob o nome de governo. De fora desta crítica fica quem lançou, irresposável ou propositadamente, as dúvidas – o jornal dos recados, conhecido por “Expresso”.

“Deixem-nos trabalhar”, dizia Cavaco quando era legítimo primeiro-ministro. Parabéns à criatura por ter copiado. Nalguma coisa tem razão, reconheça-se: não é tempo de semear a dúvida e a desconfiança. É verdade. Mas quem é que semeia a dúvida e a desconfiança, senão a organização a que a fulana pertence, essa desgraça nacional conhecida por PS e sustendada pelos rebuçados (leia-se, as desculpas) dos comunistas? Quem não faz outra coisa senão meter os pés pelas mãos, dizer uma coisa de manhã outra à tarde, uma hoje outra amanhã? Quem é que tem “uma atitude de grande indignidade e irresponsabilidade” senão o chamado primeiro-ministro, os chamados ministros, as “entidades competentes”, os militares de serviço à geringonça, tudo o que mexe, tudo o que está à sob alçada dos tipos do poder que a horrível mulher representa? Sim, ela tem razão, mas de pernas para o ar.

Denuncia o “ultimato” do PSD. Pois, talvez tenha sido uma espécie de ultimato. Pelo menos teve o efeito pretendido, e ainda bem. Se não fosse o ultimato ainda hoje estaríamos mergulhados na pantomima do “segredo de justiça”. Se não fosse o pânico da geringonça de se ver metida num debate parlamentar pelo menos inconveniente, já teria sido publicada a lista, a tal que, nas palavras mentirosas do chamado primeiro-ministro “não compete ao governo publicar”? O tal chamado ultimato funcionou: o cagaço levou a melhor.

O chefe do PS arranjou maneira de meter a PGR ao barulho, coisa lamentável e, essa sim, “indigna e irresponsável”. Não compete ao governo publicar? Então de quem dependem TODAS as entidades a quem competia fazer as contas? A verdade é que estavam feitas há semanas, mas, sabe-se lá porquê a não ser por causa da lei da rolha, eram mantidas em segredo, não de justiça mas de falta de respeito pelos mortos e pelos vivos.

A oposição à oposição funciona. Mal, mas funciona. A culpa á da “direita”, não do Expresso. Só falta dizer que foi o PSD que deitou fogo às matas. Já não era a primeira vez – lembram-se dos incêndios de Sintra, nos velhos tempos do jornal “A Luta”, coisa de plumitivos oficiosos do PS?

Em matéria de seriedade, direi que ainda não batemos no fundo porque o PS ainda existe e, na matéria, para o PS não há fundo.

 

27.7.17

6 comentários

Comentar post

O autor

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D