Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

irritado (blog de António Borges de Carvalho).

O SOCIALISMO É A FILOSOFIA DO FRACASSO, A CRENÇA NA IGNORÂNCIA, A PREGAÇÃO DA INVEJA. SEU DEFEITO INERENTE É A DISTRIBUIÇÃO IGUALITÁRIA DA MISÉRIA. Winston Churchill

irritado (blog de António Borges de Carvalho).

O SOCIALISMO É A FILOSOFIA DO FRACASSO, A CRENÇA NA IGNORÂNCIA, A PREGAÇÃO DA INVEJA. SEU DEFEITO INERENTE É A DISTRIBUIÇÃO IGUALITÁRIA DA MISÉRIA. Winston Churchill

CARTA A MARCELO

Caro Marcelo

Toda a gente sabe que v.tem uma cabeça privilegiada, que, enquanto escreve uma lição, é capaz de falar ao mesmo tempo por dois telefones e de conversar com quem está à sua frente, a todos respondendo com lógica sem perder o fio ao que escreve, que sabe largas coisas de direito, que fez vida de comentador com invejável independência, que foi um líder político responsável, que tem uma experiência política inigualável, que, não contando com o Ronaldo, é a pessoa mais conhecida do país, que tem simpatias a rodos, que vai à frente nas sondagens, que até é capaz de ganhar à primeira volta, etc.

Capaz? Capaz, é. Mas não anda a fazer por isso. Parece que ainda não percebeu, ou tresleu, certos sinais. Ou que anda a ignorar o que está à vista de todos. À vista de todos está que, ou v. ganha, ou ganha um esquerdíssimo e oco parlapatão, que se aliará (ou está desde sempre aliado) ao PC, ao BE, à esquerda caviar, à brigada do reumático, ao Vasco Lourenço e ao nacional-coveirismo em geral. É simples. Ou você ou o outro.

Parece que v. tem tudo para ganhar, e à primeira volta. Tem os votos da coligação garantidos, mais os das centenas de milhar ou do milhão de eleitores que foram enganados pelo Costa ao usar os seus votos de pernas para o ar. É a esse eleitorado que tem que se dirigir. Mas não o tem feito. Talvez ansioso por mostrar independência (quem tem ideias não é independente, pelo menos delas), anda para aí a fazer promessas de “estabilidade” e rapa-pés ao Costa & Cª. Não é aí que pode ir buscar votos. É aí que os perde. Pode ter a certeza de que está a desmobilizar muitos dos seus naturais eleitores, empurrando-os para a abstenção ou para votar inutilmente naquele empresário do PS que, ao contrário dos demais, até diz umas coisas com pés e cabeça. Tais votos são votos na segunda volta, e em mais nada nem ninguém.

Se quiser fazer o pleno dos votos possíveis tem que mudar de discurso. Ainda vai a tempo.

Como sabe, para mim, esta coisa das presidenciais é inútil e contraproducente. Mas, já que as temos (v. foi um dos seus inventores...), que limitemos o mais possível os males que dela advêm.

V. é, ou será, a solução possível, ou a menos pior. Não a despreze. Não nos despreze.

 

António Borges de Carvalho

 

13.1.16

1 comentário

Comentar post

O autor

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D