Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

irritado (blog de António Borges de Carvalho).

O SOCIALISMO É A FILOSOFIA DO FRACASSO, A CRENÇA NA IGNORÂNCIA, A PREGAÇÃO DA INVEJA. SEU DEFEITO INERENTE É A DISTRIBUIÇÃO IGUALITÁRIA DA MISÉRIA. Winston Churchill

irritado (blog de António Borges de Carvalho).

O SOCIALISMO É A FILOSOFIA DO FRACASSO, A CRENÇA NA IGNORÂNCIA, A PREGAÇÃO DA INVEJA. SEU DEFEITO INERENTE É A DISTRIBUIÇÃO IGUALITÁRIA DA MISÉRIA. Winston Churchill

GERINGONÇA SA

Adoptando um perfil empresarial de inspiração anglosaxónica, a Geringonça SA, firma de grande prestígio e influência, dispõe de um CEO, com o seu conselho executivo, e de um Chairman, assistido por um conselho sem competências outras que não sejam as próprias do Chairman. No caso vertente, o Chairman tem por função (que cumpre religiosamente) apoiar as decisões do CEO. É vê-lo, aliás, prestimoso e rápido, a coonestar o que o CEO decide, na presunção de que tal confere à Companhia estabilidade de gestão, coisa que considera como seu objectivo fulcral.

O pior é a Assembleia Geral. Sem mais nem menos, aparecem por lá uns accionistas rebeldes. Uns contestam as decisões do CEO ao mesmo tempo que dizem apoiá-lo, coisa estranha mas real. São os contestatários bons, que apoiam sem apoiar mas apoiando. Outros que, sendo contra o CEO e tendo contribuído para a eleição do Chairman, não estão pelos ajustes e resolveram votar como os apoiantes do primeiro, ora contestatários bons: são os contestatários maus, segundo os serviços competentes.  

Instalada a confusão, o Chairman dá às de Vila Diogo, isto é, diz que não tem nada acrescentar, assim apoiando o CEO e condenando, mais uma vez, os contestatários maus, postura que vem constituindo, sem falhas, a sua assumida e primacial função.

Segundo alguns, a culpa da confusão é dos maus. Os bons, que são bons por natureza, contavam com o voto dos maus para fazer passar o que não queriam que passasse mas passaria e não causaria problemas, tal servindo de suporte às suas justas dúvidas. Outros, conhecidos por pedregulhos, penedos ou penedas, e também por mentes, mendes ou trolhas empresariais, acham que os maus se deviam submeter à vontade do CEO e do Chairman.

O CEO, que apareceu no Conselho Corporativo com decisões pré-estabelecidas e por isso impostas, contava com o ovo no interior da galinha, vendo-se agora traído pelos maus, que, é bom de ver, são maus por natureza. Enganou-se, coitadinho, quanto à maldade dos ditos, que era pior do que julgava. O mesmo se passou com o Chairman, vigoroso adepto do dictat do CEO no tal Conselho.

Os  problemas de gestão da Geringonça SA, que são colossais mas têm sido magistralmente disfarçados pela propaganda do CEO e do Chairman, conhecem assim uma crise sem precedentes. Desta vez, ao contrário de tempos idos, nem sequer têm um Tribunal que lhes valha.

 

20.1.17

3 comentários

Comentar post

O autor

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D