Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

irritado (blog de António Borges de Carvalho).

O SOCIALISMO É A FILOSOFIA DO FRACASSO, A CRENÇA NA IGNORÂNCIA, A PREGAÇÃO DA INVEJA. SEU DEFEITO INERENTE É A DISTRIBUIÇÃO IGUALITÁRIA DA MISÉRIA. Winston Churchill

irritado (blog de António Borges de Carvalho).

O SOCIALISMO É A FILOSOFIA DO FRACASSO, A CRENÇA NA IGNORÂNCIA, A PREGAÇÃO DA INVEJA. SEU DEFEITO INERENTE É A DISTRIBUIÇÃO IGUALITÁRIA DA MISÉRIA. Winston Churchill

LULAS DE CALDEIRADA

Houve tempo em que o Brasil era uma ditadura. Veio a democracia e, depois de muitas crises, apareceu um Presidente que deitou a mão àquilo, Henrique Cardoso de seu nome. Não era esquerdista nem burro, pôs ordem na bagunça, acabou com a inflacção galopante, criou uma moeda estável e credível e, ao contrário do que rezavam as pitonisas brasileiras e internacionais, criou um país com pés e cabeça.

A esquerda não gostou. Surgiram os inevitáveis gritos por mais “igualdade”, mas “justiça”, mais “segurança”, mais isto e mais aquilo, lá como cá hoje em dia. O cefalópode foi eleito. Confortavelmente sentado na pesada herança de Cardoso, foi gastando a massa, mais uma vez lá como cá hoje em dia. A coisa não lhe correu mal de todo. Quando se foi embora, ainda havia algum para gastar. Arranjou uma fulana que o continuasse. A fulana auto classificou-se quando se intitulou “presidenta”, à semelhença da dona Pilar del Rio. Demonstrou assim, à saciedade, que, além de analfabeta, era parva e demagoga. Não ia dar bom resultado. Assim foi. A economia “emergente” deixou de emergir, aos BRICS caiu o B. A malta percebeu e começou a espernear. Lá como cá, descobriu-se que o dinheirinho se tinha escoado por ínvios caminhos. Daí, a perseguição judicial, misto de Justiça e de política.

Lá como cá, as carecas descobriram-se, os esqueletos sairam do armário. O esquerdismo folclórico da “distribuição” distribuiu como se sabe. Por lá antes de cá. A diferença é que estamos mais atrasados, ainda há dinheiro a escorrer, o nosso "Dilmo" ainda está na maior. Por lá, parece que já se acabou. Mas o nosso destino é o mesmo, só difere no timing.

Apesar da infrene politiquice do Tribunal Constitucional e da pressão “distribuidora” e “justiceira” da da esquerda, a esperança por cá foi possível. Já não é. A diferança é que, por cá, ainda há muito quem não tenha dado por isso. Por lá, parece que a maioria já percebeu. Por cá, o continuador da política do desmascarado Pinto de Sousa ainda está na mó de cima. Por lá, a continuadora do cefalópode já era, ainda que faça os mais inacreditáveis e desonestos impossíveis para se aguentar e ao seu palavroso e primitivo guru.

No fundo, como se diz com alguma razão, continuamos a ser “países irmãos”. Sobretudo na desgraça.

 

18.3.16

6 comentários

Comentar post

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D