Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

irritado (blog de António Borges de Carvalho).

O SOCIALISMO É A FILOSOFIA DO FRACASSO, A CRENÇA NA IGNORÂNCIA, A PREGAÇÃO DA INVEJA. SEU DEFEITO INERENTE É A DISTRIBUIÇÃO IGUALITÁRIA DA MISÉRIA. Winston Churchill

irritado (blog de António Borges de Carvalho).

O SOCIALISMO É A FILOSOFIA DO FRACASSO, A CRENÇA NA IGNORÂNCIA, A PREGAÇÃO DA INVEJA. SEU DEFEITO INERENTE É A DISTRIBUIÇÃO IGUALITÁRIA DA MISÉRIA. Winston Churchill

O COMÍCIO

 

Apesar de há dias com o IRRITADO no frigorífico, o autor não quer deixar que os seus leitores o acusem de deixar passar em branco as comemorações do 1º de Dezembro.

Com pompa e circunstância que excedem largamente as da II Republica, as mais gradas figuras cá do sítio fizeram rasgada homenagem aos “valentes guerreiros (que) nos deram livre a Nação”. Não se cantou o hino, nem desfilou a Mocidade Portuguesa, mas a Pátria, ora redimida de desmandos do passado recente, retomou velhas e honrosas tradições. Muito bem, mas é mentira. Terão sido honrosas mas não form honradas. Com feriado ou sem ele, sempre a data foi comemorada. O que se acrescentou foi a política, restaurada com a baixeza que já se tornou habitual.

Explico. Acho muito bem que haja feriado, acho muito bem que se comemore. E até acho muito bem que as tais gradas figuras por lá se apresentem, ao contrário do que mandavam as tradições da III República, consistentes estas em não ligar pevas ao caso, antes o deixando por conta e risco de alguns tradicionalistas cheios de mérito mas olimpicamente ignorados pela moral republicana.   Assim, à primeira vista, tudo nos merecidos conformes.

O problema é que as gradas figuras presentes se estavam republicanamente nas tintas para o assunto. O que lá as levou foi um comício de oposição à oposição. Os afectos, os consensos, os apelos à concórdia a propósito da indiscutível Pátria, foram metidos no caixote. A substância do acto foi o ódio, a crispação, a divisão, bem vincadas por sound bites críticos ao governo PSD/CDS,  e criteriosamente escolhidos para marcar a diferença entre os “patriotas” da esquerda e os malandros da direita que tinham acabado com o feriado e nem a Pátria merecem. Numa palavra, o que houve foi uma sessão dirigida e interpretada pelos actores do costume: o chefe Costa e o chefe do chefe Costa, o inqualificável Marcelo. Aproveitar, sem escrúpulos, o que devia unir para dividir e acicatar, é de estalo, e bem próprio de quem aproveitou.

Nunca fui adepto da abolição do feriado. Não achei bem que o PSD estivesse ausente. Mas, dado o evidente e propositado objectivo da coisa, compreendo, aceito e até sou capaz de elogiar que não tivesse coonestado nem dado o flanco à trafulhice.

 

5.12.16

3 comentários

Comentar post

O autor

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D