Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

irritado (blog de António Borges de Carvalho).

O SOCIALISMO É A FILOSOFIA DO FRACASSO, A CRENÇA NA IGNORÂNCIA, A PREGAÇÃO DA INVEJA. SEU DEFEITO INERENTE É A DISTRIBUIÇÃO IGUALITÁRIA DA MISÉRIA. Winston Churchill

irritado (blog de António Borges de Carvalho).

O SOCIALISMO É A FILOSOFIA DO FRACASSO, A CRENÇA NA IGNORÂNCIA, A PREGAÇÃO DA INVEJA. SEU DEFEITO INERENTE É A DISTRIBUIÇÃO IGUALITÁRIA DA MISÉRIA. Winston Churchill

O QUE INTERESSA

“BARAFUNDA, BARALHADA, CONFUSÃO, EMBRULHADA, SALGALHADA, TRAPALHICE, ARDIL, EMBUSTE, ENREDO, LOGRO, TRAPAÇA, TRAPACICE, TRAPALHICE, TRAMPOLINA, ENRASCADA, embrulhada, trapalhice, salsada, salgalhada, barafunda, pessegada (Dicionário Priberam).

 

Não se sabe qual o sentido que a dona Maria Luís, ao classificá-las de trapalhada, atribuiu às nobres diligências efectuadas pelo ilustre cidadão conhecido por ministro das finanças da Lusitana geringonça. Qual dos sinónimos, ou significados que o dicionário sugere melhor se aplicará, no parecer da Senhora? Eu, que não percebo nada de finanças, tendo a metê-los todos na varinha mágica da cozinha e ver o que dá.

 

Mas isto pouco interessa.

 

O que interessa é verificar que o sacrossanto banco do Estado está mais ou menos na mesma situação de muitos outros, isto é, que não foi a sacrossanta propriedade pública, nem a sacrossanta gestão pública, socialista, laica e republicana que o salvou da bancarrota.

O que interessa é verificar que há um novo chefe daquilo que, do alto da sua alta competência, começa os seus dias afogado em vexames, indignidades e mirabolantes demonstrações da mais triste ramela política.

O que interessa é ver a desvelada comoção com que as esquerdoidas do BE e os bolcheviques do PC aplaudem a milagrosa “solução” encontrada.

O que interessa é imaginar o que esta mesmíssima gente diria se fosse outrem que não a geringonça a resolver a coisa.

O que interessa é pensar o que teriam feito o Arménio e a Avoila nessas circunstâncias, quantos avençados, contratados, apaniguados, assalariados, profissionais da arruaça, não encheriam já as avenidas aos gritos, quantos cartazes, quantas boinas do Ché não andariam para aí a clamar pela queda do governo, pela “justiça”, pela “igualdade” e por outras coisas que nem sabem o que querem dizer ou de que fazem perversa ou aldrabada interpretação.

O que interessa é ver que não há quem denuncie e dê consequências ao vexame que é ter um “governo” que nem a lei da nossa (dele) inimitável república conhece.

 

Finalmente, o que interessa é fazer o fácil prognóstico do que virá a seguir.

O que interessa é que haja quem acorde.

 

 31.8.16

2 comentários

Comentar post

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D