Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

irritado (blog de António Borges de Carvalho).

O SOCIALISMO É A FILOSOFIA DO FRACASSO, A CRENÇA NA IGNORÂNCIA, A PREGAÇÃO DA INVEJA. SEU DEFEITO INERENTE É A DISTRIBUIÇÃO IGUALITÁRIA DA MISÉRIA. Winston Churchill

irritado (blog de António Borges de Carvalho).

O SOCIALISMO É A FILOSOFIA DO FRACASSO, A CRENÇA NA IGNORÂNCIA, A PREGAÇÃO DA INVEJA. SEU DEFEITO INERENTE É A DISTRIBUIÇÃO IGUALITÁRIA DA MISÉRIA. Winston Churchill

O QUE RESTA

Por muito que se diga, o problema principal que as declarações da doida Mariana revelam não é o de saber quanto dinheiro será sacado pelo novo imposto ou quantas pessoas serão por ele atingidas, se serão da classe média, média alta, média baixa ou média média, ou ainda por outra classe qualquer. O verdadeiro problema (tão grave como se ela se declarasse apologista do nazismo) é o da mentalidade que preside às suas posições “filosóficas”. O problema é o da instilação de ideias absolutamente contrárias à liberdade, à civilização e à democracia próprias de uma sociedade aberta e plural. Os “princípios” formulados sem vergonha pela perigosa harpia são a declaração oficial, sim, oficial, que a mulher é membro destacado do poder político em vigor, de uma orientação política que foi, é, e continuará a ser – porque lhe é essencial – a negação de todos os valores políticos ocidentais, a condenação da liberdade individual, do direito de propriedade, do capitalismo, do bem-estar e da justiça. É de lembrar que, sem o respeito por estes valores, nunca houve liberdade propriamente dita, nem respeito pela natureza humana.

Mais grave ainda é que Costa, gerente da geringonça, venha, dias depois, fazer-se eco exactamente das mesmas ideias, na versão um dia formulada por Marx, e depois praticada pelas mais nojentas tiranias da História.

É claro que a tal Mariana veio deitar água na fervura, convencendo os ignaros que só tinha falado num impostozinho sem grande importância (acha ela) e esquecendo o resto. E convenceu ignaros como os galambas e as mendes desta vida, em representação de hordas de basbaques e de estúpidos que se deixam conduzir por gente desta.

Por isso que o “coro” que se ergueu contra os anunciados “novos caminhos”, e que tão atacado tem sido, seja, afinal, formado por quem, à direita e à esquerda, resta para defender o que resta de honrado na III República.

 

26.9.16

16 comentários

Comentar post

O autor

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D