Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

irritado (blog de António Borges de Carvalho).

O SOCIALISMO É A FILOSOFIA DO FRACASSO, A CRENÇA NA IGNORÂNCIA, A PREGAÇÃO DA INVEJA. SEU DEFEITO INERENTE É A DISTRIBUIÇÃO IGUALITÁRIA DA MISÉRIA. Winston Churchill

irritado (blog de António Borges de Carvalho).

O SOCIALISMO É A FILOSOFIA DO FRACASSO, A CRENÇA NA IGNORÂNCIA, A PREGAÇÃO DA INVEJA. SEU DEFEITO INERENTE É A DISTRIBUIÇÃO IGUALITÁRIA DA MISÉRIA. Winston Churchill

OS MESMOS NA MESMA

 

Tal como o IRRITADO previu aqui há dias, o maoista Melenchon, menino bonito do BE e do PC, aconselhou a abstenção, o voto nulo ou o voto em branco aos seus eleitores. Por cá, o trotskista Louçã, por outras palvras, fez a mesma coisa. O PC e o BE também já manifestaram o seu horror ao Macron.

A extrema esquerda prefere o nacionalismo, o isolacionismo, à liberdade individual, ao sufrágio universal, à demoracia liberal, à independência da Justiça. São estes os grandes inimigos da extrema esquerda. Antes uma ditadura, mesmo que fascista.  E não tem pejo em afirmá-lo.

Tenho passado a vida a dizer isto. Sempre foi assim. O PC, que era o que existia no “ramo” antes do surgimento do BE, nunca, durante a segunda república, deixou de lançar o seu anátema sobre qualquer tentativa de liberalização do regime, a todas apelidou de “golpe da burguesia” ou coisas ainda mais estúpidas, se é que as não denunciou à PIDE. O PC era, ao tempo, a outra face da moeda da PIDE. Justificavam-se um ao outro, existiam um para o outro. Na alvorada da terceira república, sabe-se o que aconteceu, estivemos à beira de uma ditadura bolchevista, fruto da associação do PC com um bando de militares ignorantes e sedentos de poder. Só não levaram a sua avante porque, entregues as colónias à URSS, esta lhes deu ordem para parar antes que estalasse uma guerra civil que, por razões estratágicas, não convinha ao Kremlin.

Os tempos mudaram. De fachada, o PC e o BE adaptaram-se à democracia. No fundo, estão na mesma, são o que sempre foram e sempre serão, como a sua posição em relação às eleições francesas demonstra à saciedade. Mas, ao contrário do que se passa no resto da Europa, foram levados ao poder pelo oportunismo, a ambição, a desonestidade intelectual e a moral republicana do homem que envileceu o PS: António Costa.

Uma diferença que não é dispicienda e que nos vai custar muita massa, se não algo mais do que isso.   

 

27.4.17

5 comentários

Comentar post

O autor

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D