Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

irritado (blog de António Borges de Carvalho).

O SOCIALISMO É A FILOSOFIA DO FRACASSO, A CRENÇA NA IGNORÂNCIA, A PREGAÇÃO DA INVEJA. SEU DEFEITO INERENTE É A DISTRIBUIÇÃO IGUALITÁRIA DA MISÉRIA. Winston Churchill

irritado (blog de António Borges de Carvalho).

O SOCIALISMO É A FILOSOFIA DO FRACASSO, A CRENÇA NA IGNORÂNCIA, A PREGAÇÃO DA INVEJA. SEU DEFEITO INERENTE É A DISTRIBUIÇÃO IGUALITÁRIA DA MISÉRIA. Winston Churchill

BOCAS DE FIM DE SEMANA

 

 
 
 
 
 
PÉROLAS DE CULTURA
 
O elegante ministro da cultura que temos informou o orbe sobre as suas intenções de reformular o ensino do português no estrangeiro, uma vez que os alunos “não querem o português literário”.
Esta inteligentíssima medida consubstancia o brilho ofuscante da filosofia cultural do socretinismo.
Uma vez que os alunos estão fartos do Camões e do Eça, para já não falar do chatérrimo Saramago, vai daí o melhor é perguntar-lhes o que desejam. É o português à la carte.
 
Assim, o tuga tem bué da fixe, né ó meu?
 
29.09.08
 
 
ARQUEOLOGIA REVOLUCIONÁRIA
 
O Irritado tem chamado várias vezes a atenção do respeitável público para o facto de os partidos comunistas, ainda que naveguem nas águas da democracia e digam ser a favor dela, respeitar os direitos humanos, etc. blá blá blá, continuam a ser exactamente o que sempre foram: adeptos do maior horror político que, para além do nazismo, o século vinte produziu.
Às vezes, porém, foge-lhes a boca para a verdade, ou seja, a verdade dos factos vem desmentir a o cínico falazar do dia-a-dia de tal gente.
Vejamos. Uma das “teses” aprovadas pelo comité central do PC para aprovação no congresso diz textualmente que há uma “importante realidade” na vida internacional, importante porque desempenha um “papel de resistência à nova ordem imperialista”. Tal realidade é integrada pelos “países que – tal como o PC – definem como orientação e objectivo a construção de uma sociedade socialista”. Tais países são: “Cuba, China, Vietname, Laos e Coreia do Norte”.
Em poucas palavras, eis o ideal do PC.
 
O atrazo mental das “teses” é tão gritante, tão violento, tão primário, tão rascamente patético, que causa erisipela intelectual ao mais insensível.
O comité central atira-se como um leão aos “revisionitas”, aos que perderam a “consciência de classe”, etc., anatemisando os que, na URSS, terão dado abertura ao “capitalismo” e ao “imperialismo” e parado a marcha para o socialismo nos países de Leste.
Sobre o senhor Estaline o comité central não diz uma palavra. Mas, já que todos os outros são traidores, fácil é concluir que a falta de elogios a tal figura se deve a uma perigosa cedência ao politicamente correcto. Estaline continua a ser a referência do PC.
 
Ou seja, mutatis mutandis, o que o PC quer é que surja, entre nós, um líder que, guardadas as devidas proporções, mande matar uns quinhentos mil reaccionários.
 
Nisto se vê a arqueologia ideológica dessa gente e, muito pior do que isso, o nosso atrazo como sociedade. Um país onde gente desta, no século vinte e um, tem dez por cento dos votos, não é país não é nada.
 
Alguma coisa, afinal nos distingue do resto da Europa. Somos os maiores!
 
28.09.08
 
CHINESICES
 
A tenebrosa ASAE tem feito, como toda a gente sabe, uma autêntica razia em feiras, mercados, tascas, restaurantes e tudo o que é comércio.
Só não foi capaz de descobrir que o leite e produtos lácteos chineses estão embargados pela UE desde 2002.
Foi preciso os próprios chineses, atascados em criancinhas mortas, virem confessar ao mundo a “qualidade” de tais produtos, para que a ASAE desatasse a apreendê-los.
Mais uma demonstração da competência técnica e do civismo da organização, bem como do desvelo do governo do senhor Pinto de Sousa no que à nossa qualidade de vida diz respeito.
 
28.09.08
 
 
 
 
 
MORALISMOS
 
O senhor Marques Mendes, diante da nata da política nacional e incensado por uma esmagadora campanha de propaganda, lançou um livro com os seus conselhos para o nosso futuro.
Segundo confessou, acima de tudo, está preocupado com a “ética”.
Faz lembrar os negros tempos em que, com igual proclamada preocupação, o general Eanes lançou o defunto PRD. Também era a “ética” o leit motiv da organização. Vê-se no que deu. Um saco de gatos a morder-se uns aos outros, sem ética nenhuma.
Também o dr. Mário Soares anda numa de “ética”. Desta vez não é uma “ética” qualquer, é outra, muito mais misteriosa: a “ética republicana”. Venha o mais pintado descobrir de que se trata. Deve ser a “ética” da Carbonária, da carrinha da morte do Granjo, ou desse promotor da bagunça e da politiquice que se chamou Afonso Costa.
Tal como sucedeu com o PRD e sucede com Soares, a “ética” proclama-se, não sendo indispensável praticá-la.
Foi esta “ética” que fez o senhor Mendes correr com Carmona Rodrigues da CML, e entregá-la ao Costa e ao caloteiro (e não só) Fernandes. Note-se que, destes, tanto um como outro tinham, previamente, aprovado o negócio que serviu de “argumento” ao senhor Mendes para “defenestrar” Carmona. Foi esta “ética” que fez o senhor Mendes aplaudir, se bem que em culposo silêncio, o golpe de estado do senhor Sampaio.
De “éticas” destas não precisamos para nada.
 
Ao contrário do que se passava com a mulher de César, para ser ético é preciso sê-lo, não basta proclamá-lo, nem parecê-lo.
 
28.09.08
 
PRIMEIROS SOCORROS
 
Foi chumbado oprojecto de lei do CDS que se destinava a introduzir uma cadeira de primeiros socorros no curriculo do ensino secundário.
Toda a gente sabe que se ensina, no secundário, uma série de coisas que não interessam a niguém.
Toda agente sabe que, do ponto de vista higiénico, se ensina os meninos a dar umas trancadas com preservativo, e as meninas a não se esquecer da pírula. Primeiros socorros para quê?
 
27.09.08
 
JUSTA INDIGNAÇÃO
 
As federações de pederastas e apaniguados, cujos votos o Bloco de Esquerda queria capitalizar através da lei do respectivo “casamento”, revoltaram-se contra a iniciativa. O tiro saiu pela culatra da espingarda do camarada Louça. Hi hi.
Trata-se, no douto parecer do patrão duma dessas coisas, de uma pretensão “altamente eclesiástica”. E esta? Há que esclarecer: ao empurrar os pederastas e quejandas para o “casamento”, o senhor Louça mais não faz que distrair as pessoas da excelência das “uniões de facto”.
Mas o que é isto!? - diz o grande líder dos coprofílicos – então aos malandros dos heterosexuais é reconhecida a união de facto (ou seja, a irresponsabilidade civil, no parecer do Irritado) e aos homossexuais não? Assim, nem há moralidade nem comem todos, larila o tipo. Tem carradas de razão, não é?
E acrescenta mais esta larilice, plenamente justificada: “é necessário que haja uma maioria sociológica e política para fazer aprovar qualquer alteração. Nessa altura, estas matérias deixarão de ser fracturantes”.
Tem pilhas de razão, o notável líder das massas que atracam de popa. É que, se ficarmos à espera da tal “maioria sociológica”, bem podem os meninos e as meninas ficar à espera... Hi hi.
 
27.09.08
 
 
TABAGISMO
 
Passados que são quase quatro anos de governo do senhor Pinto de Sousa, parece que, finalmente, há um português que tem alguma coisa para lhe agradecer. Trata-se de um canalha viciado que teve o desplante de fumar um cigarrinho na casa de banho de um avião da TAP.
Foi apanhado pela tripulação. Uma criada de bordo, ao que consta filiada no PS, foi fazer queixa do nefando crime. No entanto, após o devido interrogatório, o comandante decidiu mandá-lo em paz.
A funcionária queria que o avião aterrasse de emergência em Guantanamo, a fim de entregar o perigoso indivíduo à prisão dos terroristas. Mas nada conseguiu. O comandante, e muito bem, terá argumentado: se o primeiro ministro fuma nos aviões, e não lhe acontece nada, por que carga de água havíamos de entregar este desgraçado, seja aos carcereiros de Guantanamo, seja à cáfila dos fiscais em Lisboa?
Consta que a criada de bordo foi fazer queixa ao Largo do Rato. O camarada de serviço disse-lhe que se calasse, que era melhor abafar a coisa, e que fosse em paz. Depois se trataria da promoção.
 
26.09.08
 
 
UMATEMPESTADE NUM COPO DE ÁGUA?
 
Se os inimigos de SEPIIIRPPDAACS* o acusam de andar a fazer uma tempestade num copo de água com a história dos Açores (uma parvoíce colectiva doParlamento), porque raio não hão de fazer a vontade ao homem? Então, se não tem importância nenhuma, porque insistem? Se é indiferente, se tudo fica na mesma, porque se comprazem em agitar a água do copo?
Algo me diz que anda aqui a mãozinha eleitoral do senhor Pinto de Sousa. Como quer que o seu agente nas ilhas ganhe as eleições, há que fazê-lo aparecer aos olhos dos ilhéus como um grande homem, um político sem medo, um achado a não perder. Se não houvesse eleições não valia a pena tanto falatório. Não é?
 
26.09.08
 
* Sua Excelência o Presidente da III República Portuguesa Professor Doutor Anibal António Cavaco Silva.
 
 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

O autor

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2014
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2013
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2012
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2011
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2010
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2009
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2008
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2007
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D
  209. 2006
  210. J
  211. F
  212. M
  213. A
  214. M
  215. J
  216. J
  217. A
  218. S
  219. O
  220. N
  221. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub