Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

irritado (blog de António Borges de Carvalho).

O SOCIALISMO É A FILOSOFIA DO FRACASSO, A CRENÇA NA IGNORÂNCIA, A PREGAÇÃO DA INVEJA. SEU DEFEITO INERENTE É A DISTRIBUIÇÃO IGUALITÁRIA DA MISÉRIA. Winston Churchill

irritado (blog de António Borges de Carvalho).

O SOCIALISMO É A FILOSOFIA DO FRACASSO, A CRENÇA NA IGNORÂNCIA, A PREGAÇÃO DA INVEJA. SEU DEFEITO INERENTE É A DISTRIBUIÇÃO IGUALITÁRIA DA MISÉRIA. Winston Churchill

SOARES AO ATAQUE

 

Felicíssimo, o Presidente Soares decretou ontem, com o devido ponto de exclamação, “o fim do neo-liberalismo!”.
 
Saúde-se a coragem do homem que, anos atrás, metia “o socialismo na gaveta”. Nessa altura, quem sabe, estaria ansioso por acompanhar as reformas de Tatcher e Reagan, que deram ao nosso mundo uma era de progresso e bem-estar sem precedentes, enquanto as economias socialistas minguavam até à exaustão.
 
Queixa-se da “globalização neo-liberal”, que levou à emergência de novas economias e ao crescimento, também sem precedentes na nossa idade, de regiões imensas onde a miséria e a fome grassavam sem limites.
Queixa-se das desigualdades na distribuição da riqueza, e tem razão. O socialismo seria muito mais justo na distribuição da miséria.
Esquece-se de que as Fanny May e as Freddie Mac foram genial invenção da esquerda, há muitos anos, e que a “bolha” que pariu do big bang financeiro, tem origem nas políticas sociais da esquerda, há poucos anos, para conquistar o voto negro e hispânico.
Há mais razões para o que está a suceder, como é óbvio e qualquer observador independente dirá. Mas a sofreguidão socialista de aproveitar a oportunidade para demonstrar, por absurdo que seja, as suas “razões”, cega os intelectuais do género do Presidente Soares e enche-os de preocupações serôdias com o ambiente e outros temas que pareceriam merecer melhor abordagem.
Condenando, com alguma razão, o grande bode expiatório da crise, a especulação, o Presidente Soares não hesita em rever-se nas sábias palavras do senhor Soros, sem dúvida o maior especulador de todos os tempos. E, apesar de reconhecer que o economista de esquerda que ganhou o prémio Nobel da economia (como se isso fosse um maior dos avais ás suas ideias) aplaudiu as medidas tomadas pelos governos ocidentais, o Presidente Soares descobre que “não chega”. Pois não. O problema não é esse, mas sim o de evitar o aproveitamento das circunstâncias para lançar algum “paradigma” socialista!
O Presidente Soares premeia com o desprezo do silêncio as diligências e movimentações que, com uma velocidade espantosa, procuram um acordo global.
O que importa, como ele diz, é que, a 4 de Novembro, se abram novos mundos ao mundo com a luz intensa que Obama lhe trará. Assim, para o Presidente Soares, a partir de Janeiro (quando o homem tomar posse), as coisas começarão a melhorar. O que até lá se fizer não passará de uma manobra dos “neo-liberais” para segurar o sistema.
 
Não se lembra, porque para ele o importante não é resolver problemas mas aproveitar para virar à esquerda, que, se nada se fizer até lá, em vez de recessão teremos depressão.
 
António Borges de Carvalho

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

O autor

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2007
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2006
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D