Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

irritado (blog de António Borges de Carvalho).

O SOCIALISMO É A FILOSOFIA DO FRACASSO, A CRENÇA NA IGNORÂNCIA, A PREGAÇÃO DA INVEJA. SEU DEFEITO INERENTE É A DISTRIBUIÇÃO IGUALITÁRIA DA MISÉRIA. Winston Churchill

irritado (blog de António Borges de Carvalho).

O SOCIALISMO É A FILOSOFIA DO FRACASSO, A CRENÇA NA IGNORÂNCIA, A PREGAÇÃO DA INVEJA. SEU DEFEITO INERENTE É A DISTRIBUIÇÃO IGUALITÁRIA DA MISÉRIA. Winston Churchill

TAXUBERISMO RADICAL

 

Muito se tem escrito e dito – eu também - sobre a história dos táxis. Não tencionava voltar ao assunto, mas ontem fui apanhado por uma nova interpretação do fenómeno, que merece referência.

Dona Ana Drago, défroquée da Bloca mas fiel aos princípios da dita, descobriu as mais profundas causas do problema. Na sua opinião, são elas: a precariedade e a falta de contratos colectivos. Esclareço: acha a rapariga que os uberistas, coitados, são trabalhadores precários e que, tanto eles como os motoristas de táxi, deviam ser englobados num contrato colectivo de trabalho, com as respectivas “garantias” e “protecção social”, ou seja, encarregaria o Arménio de negociar em nome deles, quer da Uber, quer dos táxis, a fim de que todos ficassem iguais e com emprego até à cova.

Não podia a fulana estar mais fora deste mundo, nem fazer alarde de maior e mais profundo trogloditismo mental. O camarada Louça diz mais ou menso o mesmo, mas por outras palavras, já que é mais cuidadoso, mais sofisticado e mais perigoso que ela.  

De um ponto de vista intelectual, Portugal continua a ter demasiada gente, ou no século XX, ou no terceiro mundo. Parece que teremos que viver com isto, pelo menos até ao estouro final.

 

12.10.16

CHAMAR PAI A OUTRO

Então não é que os britânicos andam a roubar os filhos aos portugueses? As notícias não se calam, a explorar uma série de dramas humanos.

O que causa estranheza é que ainda não tenha havido quem disto tenha passado, isto é, que não haja qualquer luz sobre as causas de tão triste fenómeno.

Será uma questão de xenofobia britânica? Uma consequência do brexit? Uma questão de crueldade mental? Uma cruzada contra as mães portuguesas? Ninguém sabe, ninguém diz.

Mas custa a crer que os britânicos, sem mais nem menos, se ponham a roubar criancinhas aos seus progenitores. Conviria que o chamado governo se informasse e nos informasse sobre o assunto, já que os media se ficam pela choradeira e pela recusa de informação credível.

 

12.10.16

O autor

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2014
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2013
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2012
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2011
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2010
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2009
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2008
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2007
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D
  209. 2006
  210. J
  211. F
  212. M
  213. A
  214. M
  215. J
  216. J
  217. A
  218. S
  219. O
  220. N
  221. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub