Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

irritado (blog de António Borges de Carvalho).

O SOCIALISMO É A FILOSOFIA DO FRACASSO, A CRENÇA NA IGNORÂNCIA, A PREGAÇÃO DA INVEJA. SEU DEFEITO INERENTE É A DISTRIBUIÇÃO IGUALITÁRIA DA MISÉRIA. Winston Churchill

irritado (blog de António Borges de Carvalho).

O SOCIALISMO É A FILOSOFIA DO FRACASSO, A CRENÇA NA IGNORÂNCIA, A PREGAÇÃO DA INVEJA. SEU DEFEITO INERENTE É A DISTRIBUIÇÃO IGUALITÁRIA DA MISÉRIA. Winston Churchill

Ó PRETO, VAI-TE EMBORA!

 

Li, há tempos, um livrinho de um francês que se chama (o livrinho, não o francês) “Elogio da Corrupção”.
Com um título destes, não se pode deixar de comprar, não é? Ora o que livro postula, como o IRRITADO já tem feito, é que, muitas vezes, são mais intoleráveis e rascas os moralistas que os corruptos. O IRRITADO ficou felicíssimo ao encontrar uma alma gémea neste autor, cujo nome já esqueceu mas que ficará para sempre na sua memória como marca indelével (grande frase!) do fim da sua “corrupta” solidão.
Aqui há dias, insurgiu-se o IRRITADO contra o senhor Mendes, porque o dito, a dois meses das eleições, se lembrou de vituperar o seu próprio partido por não ter contribuído para levar avante uma sua iniciativa tendente a seleccionar candidatos a lugares políticos por critérios judiciários. A iniciativa do homem vale o que vale, ou seja, nada. Os partidos deixariam de ser responsáveis por quem escolhem, uma vez que a Lei do Mendes se encarregaria de o fazer por eles. Santa inteligência!
É evidente que o Mendes, antes de dizer de sua “justiça”, deve ter sido informado acerca das intenções da dona Manuela de meter no parlamento o Preto e a Lopes da Costa. Então, zás! Toma! Aí vem ele dar mais uma lição de moralidade, ou seja, contribuir activamente para o insucesso político do (seu?) partido. Não contente com ter apeado o PSD da CML por razões de chacha, o grande moralista da nossa praça vem agora deitar as suas achas na fogueira em que gostaria de fazer arder a pobre dona Manuela.
De resto, a(s) ala(a) canalha do PSD não se tem cansado de fazer o mesmo. A plêiade de ilustres inimigos internos não se cansa de criticar a senhora, nada havendo que lhe não chamem. Carreiras, Marcelo (há alguém que ele ainda não tenha traído?), Ângelo Correia, Morais Sarmento, etc., não param na sua cruzada contra o seu próprio partido*. Num momento em que o PSD parecia estar em condições de nos libertar do jugo do senhor Pinto de Sousa e da sua malta – o que é a melhor coisa que estas eleições nos podem trazer - eis que são aqueles a quem competiria, agora mais que nunca, estar calado, quem vem desbocar-se na praça pública! Bando de canalhas!
Ponhamos as coisas em pratos limpos. Dona Manuela fez o que tinha a fazer colocando nas listas pessoas em cuja fidelidade e idoneidade acredita. É uma prova de gratidão por vidas políticas em comum vividas, um preito à amizade e a outros valores que se não devia esquecer.
No entanto, uma coisa é a qualidade humana da senhora, outra é o evidente incómodo político, eventualmente devastador, que a candidatura de um tipo como o Preto pode causar-lhe e ao partido. Por isso, se algum amigo do Preto me ouvir, que vá ter com ele e lhe diga que desista. Se quer ser digno da amizade da senhora, por Deus, desista! Se percebe o que se passa e se alguma honradez o inspira, por todos nós, desista.
Vai-te embora, ó Preto, vai à tua vidinha!
9.8.09
António Borges de Carvalho
* Até aquele burro, serventuário da esquerda, que aparece na SIC armado em “liberal”, de seu nome Pedro marques Lopes, anda para aí, vejo agora, aos gritinhos contra a senhora. Ó Preto, vai-te embora, mais que não seja para calar esta gente!

O autor

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2007
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2006
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D