Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

irritado (blog de António Borges de Carvalho).

O SOCIALISMO É A FILOSOFIA DO FRACASSO, A CRENÇA NA IGNORÂNCIA, A PREGAÇÃO DA INVEJA. SEU DEFEITO INERENTE É A DISTRIBUIÇÃO IGUALITÁRIA DA MISÉRIA. Winston Churchill

irritado (blog de António Borges de Carvalho).

O SOCIALISMO É A FILOSOFIA DO FRACASSO, A CRENÇA NA IGNORÂNCIA, A PREGAÇÃO DA INVEJA. SEU DEFEITO INERENTE É A DISTRIBUIÇÃO IGUALITÁRIA DA MISÉRIA. Winston Churchill

UM CASO BICUDO

 

Aqui há dias fiquei a saber que os professores recebem, por cada ponto de exame que classificam, nem mais nem menos que cinco euros. Se se tratar de “reapreciar” uma prova, recebem 7,48 euros. Se decidirem sobre reclamações, é a 14.96 euros cada.
Acrescente-se que a cada professor é dado corrigir 50 provas, o que garante um mínimo de 250 euros. Segundo um amigo meu que sabe da poda, o trabalhinho levará, com todo o ripanço, uns dois dias a fazer.
 
Eu – burro – que julgava que classificar provas era uma tarefa compreendida nas obrigações, portanto nos salários, dos professores, fiquei muito bem impressionado com a coisa. Tratava-se, na pior das hipóteses, de trocar dois dias dos sessenta das férias por dois de trabalho, recebendo uma contrapartida de cinquenta contitos, o que não é nada mau. Bem bom, pensei, é uma forma de pagar umas sardinhadas com a malta e uns caramelos para os miúdos, melhorando a qualidade das vilegiaturas de cada um.
Fatal engano! É tudo mentira. Os professores já declararam que nem pensar, que é uma violência, que não têm obrigação nenhuma de corrigir provas, que não admitem receber cinco euros por cada uma (é o preço da hora da mulher a dias lá de casa, informam), que não admitem tirar dois dias às férias para o efeito, que não, e não, e não.
Conclusões:
a)   Os professores são principescamente pagos, uma vez que consideram ofensivo um suplemento de cinquenta contos por dois dias de trabalho;
b)   O governo tratou esta gente de forma tão estupidamente estúpida, que quem a seguir vier terá que se haver com milhares de pessoas transformadas em prima-donas, incapazes de qualquer sombra de diálogo e convencidas que são as melhores do mundo;
c)   A dona Manuela que se ponha a pau.    
28.8.09
António Borges de Carvalho

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

O autor

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2007
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2006
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D