Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

irritado (blog de António Borges de Carvalho).

O SOCIALISMO É A FILOSOFIA DO FRACASSO, A CRENÇA NA IGNORÂNCIA, A PREGAÇÃO DA INVEJA. SEU DEFEITO INERENTE É A DISTRIBUIÇÃO IGUALITÁRIA DA MISÉRIA. Winston Churchill

irritado (blog de António Borges de Carvalho).

O SOCIALISMO É A FILOSOFIA DO FRACASSO, A CRENÇA NA IGNORÂNCIA, A PREGAÇÃO DA INVEJA. SEU DEFEITO INERENTE É A DISTRIBUIÇÃO IGUALITÁRIA DA MISÉRIA. Winston Churchill

POLÍTICA DE NATALIDADE

 

 
Há, nos EUA, uns bandos de malucos, verdes, socialistas, “amigos” dos animais, etc., - todos fiéis da nova religião do aquecimento global - que, a fim de “salvar a Terra”, preconizam, com copiosa argumentação, o fim “faseado” da humanidade. Só quando esta ficar reduzida a uns 350.000 exemplares poderá, segundo esta gente, chegar-se a um “equilíbrio” que “respeite” os interesses do planeta.
Um bando de canalhas que não merece crédito? Infelizmente não é bem assim. Mentalidades deste tipo há-as por toda a parte, ainda que mais comedidas nas suas afirmações.
Por cá, actua-se decididamente nesta direcção. Protegidos por progressista lei da esquerda, realizaram-se em Portugal quase vinte mil abortos, só em 2009, mais mil que em 2008. Em dois anos, cerca de 39.000 fetos foram incinerados nos fornos crematórios do socialismo.
Seja qual for a posição de cada um em relação à chamada IVG, os números referidos são socialmente assustadores. Mais ainda se, de um ponto de vista “economicista” (palavra tão ao gosto dos demagogos ao serviço do governo), se considerar que, a 200 euros se subsídio de “maternidade” por cada aborto, já lá vão uns 7.800.000 euros. Se o custo, para as “maternidades” do Estado, ou seja, para o contribuinte, for de uns 300 euros por “nascimento”, então teremos qualquer coisa com 20.000.000 arrancados ao nosso pobre bolso com o nobre fim de evitar a “expansão demográfica” do país. Se, a este negro quadro juntarmos os custos que suportamos para a aquisição de preservativos, pílulas preventivas e abortivas e outros produtos que, pelos vistos, há que não use para poder ganhar honradamente 200 euros, então os números devem ser muito maiores.
Num país que, todos os anos, perde população, este tipo de políticas tem que se lhe diga, não é?
O senhor Pinto de Sousa, quando olha para o espelho, deve ficar felicíssimo, não é?
 
19.3.10
 
António Borges de Carvalho

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

O autor

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2007
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2006
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D