Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

irritado (blog de António Borges de Carvalho).

O SOCIALISMO É A FILOSOFIA DO FRACASSO, A CRENÇA NA IGNORÂNCIA, A PREGAÇÃO DA INVEJA. SEU DEFEITO INERENTE É A DISTRIBUIÇÃO IGUALITÁRIA DA MISÉRIA. Winston Churchill

irritado (blog de António Borges de Carvalho).

O SOCIALISMO É A FILOSOFIA DO FRACASSO, A CRENÇA NA IGNORÂNCIA, A PREGAÇÃO DA INVEJA. SEU DEFEITO INERENTE É A DISTRIBUIÇÃO IGUALITÁRIA DA MISÉRIA. Winston Churchill

A FUFO-PEDERASTIA EM ACÇÃO

 

Vejam isto:

O senhor (ou senhora) Manuel Abrantes, é nem mais nem menos que o (ou a) chefe e porta-voz de uma associação apoiada pela Fundação Europeia da Juventude do Conselho da Europa, coisa cuja existência o IRRITADO desconhecia mas que, cheira-me, é paga pelo contribuinte.

A organização do senhor (ou senhora) Abrantes chama-se Rede ex-aequo, é formada por jovens dos 16 aos 30 anos e destina-se a actividades de proselitismo homossexual junto das escolas.

Como? Pondo os seus préstimos à disposição das ditas, a fim de dar aos meninos e meninas as devidas instruções sobre a absoluta normalidade da fufo-pederastia e a excelência das mal cheirosas práticas que tal “escola filosófica” exerce e propõe.

A princípio, vejam bem, a “inducação” ministrada pela ex-aequo destinava-se a meninos e meninas com mais de dezasseis anos. Hoje, porém, segundo informa o (ou a) Abrantes, destina-se também a criancinhas de 12 ou 13 anos. A pedofilia no seu melhor.

Em 2008/2009, os prosélitos pequenos (as) “leccionaram” em nada menos que 40 escolas. Nos primeiros quatro meses do corrente ano lectivo, os missionários da trampa já penetraram em 37. Só em Março, foram 18. Ao todo, mais de 1800 jovens já beneficiaram da doutrinação da rede ex-aequo.

E mais dados não publico, porque já estou enjoado.

 

Pior que a existência da indecorosa organização é a reacção do “ensino”. Os adeptos da fufo-pederastia, segundo diz o (ou a) Abrantes, têm o “pudor” de só ir a escolas quando por elas forem chamados.

O que quer dizer que há “escolas”, mais de 80, cujos professores, directores e conselhos “científicos” já recorreram aos serviços da rede ex-aequo.

A alçada da dona Alçada parece não alçar tão longe que chegue para mandar bugiar a rede e para correr de vez com os “docentes” que fazem os repugnantes convites.

O que, por outras palavras, quer dizer que a dona Alçada acha muito bem e, se calhar, seguindo a filosofia de vida do senhor Pinto de Sousa, até os apoia.

Que diabo, é uma iniciativa apoiada financeiramente pelo Conselho da Europa, coisa cuja utilidade fica, assim, bem demonstrada.

 

Há momentos da vida em que temos vergonha de pertencer à espécie humana.

 

27.4.10

 

António Borges de Carvalho

3 comentários

  • Sem imagem de perfil

    daniel tecelao 27.04.2010

    Agora deu-lhe a paranoia criminosa!!!
  • Sem imagem de perfil

    XXI 28.04.2010

    Ó tecelão, francamente! Então um profissional da provocação afirma esta barbaridade!
    Eu também sou um provocador.
    No entanto, sou amador. Não sou profissional.
    Por isso provoco mudanças.
    Tudo isto para dizer: eu não "mato" (não tenho " paranóia criminosa"), mas leio a HISTÓRIA. Lembre-se das consequências do "liberalismo". Agora as consequências deste "neo..." (qualquer coisa) serão BRUTAIS, conquanto já não vindas de trabalhadores incultos, mas sim de pessoas com formação superior cujas expectativas criadas por VIGARISTAS estão defraudadas, pessoas essas que têm conhecimentos científicos.
    Meu caro provocador, junte estes ingredientes e...veja o resultado.
    O Senhor tecelão entende que é justo os ganhos dos gestores? Entende que estes gestores o sejam (em simultâneo) de três, quatro, ou mais "organizações"?
    Eu sei que sabe que não é justo. Só que, o senhor é "profissional" e eu sou "AMADOR". Daí a diferença.

    Um abraço... "mortal".
  • Comentar:

    CorretorEmoji

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    O autor

    foto do autor

    Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2009
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2008
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2007
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D
    183. 2006
    184. J
    185. F
    186. M
    187. A
    188. M
    189. J
    190. J
    191. A
    192. S
    193. O
    194. N
    195. D