Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

irritado (blog de António Borges de Carvalho).

O SOCIALISMO É A FILOSOFIA DO FRACASSO, A CRENÇA NA IGNORÂNCIA, A PREGAÇÃO DA INVEJA. SEU DEFEITO INERENTE É A DISTRIBUIÇÃO IGUALITÁRIA DA MISÉRIA. Winston Churchill

irritado (blog de António Borges de Carvalho).

O SOCIALISMO É A FILOSOFIA DO FRACASSO, A CRENÇA NA IGNORÂNCIA, A PREGAÇÃO DA INVEJA. SEU DEFEITO INERENTE É A DISTRIBUIÇÃO IGUALITÁRIA DA MISÉRIA. Winston Churchill

Assim se faz a História

Está na moda “comemorar” Chernobil. O desastre e as suas consequências fazem as delícias da chamada comunicação social. Jornalistas e comentadores desdobram-se em diligências, investigações e reportagens. Os antinuclearistas abanam as bandeiras da desgraça e do atrazo obrigatório da nação.
Seja-me permitido (está na moda dizer “se me permite”, coisa idiota e sem sentido) contar, ou relembrar, um episódio posto na arca dos intocáveis pelo politicamente correcto.
Quando se deu o desastre, o ilustre democrata e anti-fascista Álvaro Cunhal – que a tumba guarde bem guardado – estava em Kiev, ou por lá passava no regresso de veligiatura em casa do patrão. Chegou a Lisboa poucos dias após os acontecimentos. Entretanto, o cônsul de Portugal tinha feito um comunicado aos portugueses residentes na Ucrânia, aconselhando um prudente regresso a casa.
Ao desembarcar na Portela, Álvaro Cunhal é recebido pela habitual plêide de jornalistas. O assunto do dia, como é natural, era o acontecido em Chernobil.
- Senhor doutor, então o que é que Vossa Excelência acha do desastre?
- Desastre? Isso são manobras da reacção! Não houve desastre nenhum. O que se passa é que uma pequena fuga num reactor nuclear soviético está a ser aproveitada pelas centrais de desinformação do mundo capitalista para pôr em causa o Sol da Terra!
- Mas, senhor doutor, o próprio Cônsul de Portugal avisou…
- Alarmismo! O cônsul está a prestar serviços à reacção! Os estudantes e outros portugueses que lá estão, estão muito bem, podem ficar descansados que tudo se encontra devidamente controlado!
As sábias palavras do ilustre senhor não terão sido exactamente estas, mas lembrarei para todo o sempre o que os meus ouvidos ouviram e os meus olhos viram em mais um regresso glorioso de Cunhal a esta pátria, coitadinha, onde que o tenebroso polvo liberal-capitalista ensaiava a retoma das posições perdidas por acção das massas que, actuando sob a direcção das vanguardas do socialismo real, tinham levado por diante uma gloriosa caminhada para a sociedade sem classes.
Pena é que, hoje, no meio de tanta reportagem, tanto estudo, tanto comentário, ninguém se tenha lembrado desse episódio grotesco que foi o  das declarações do homem à chegada a Lisboa.
Assim se faz a história.
António Borges de Carvalho
 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

O autor

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2014
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2013
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2012
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2011
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2010
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2009
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2008
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2007
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D
  209. 2006
  210. J
  211. F
  212. M
  213. A
  214. M
  215. J
  216. J
  217. A
  218. S
  219. O
  220. N
  221. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub