Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

irritado (blog de António Borges de Carvalho).

O SOCIALISMO É A FILOSOFIA DO FRACASSO, A CRENÇA NA IGNORÂNCIA, A PREGAÇÃO DA INVEJA. SEU DEFEITO INERENTE É A DISTRIBUIÇÃO IGUALITÁRIA DA MISÉRIA. Winston Churchill

irritado (blog de António Borges de Carvalho).

O SOCIALISMO É A FILOSOFIA DO FRACASSO, A CRENÇA NA IGNORÂNCIA, A PREGAÇÃO DA INVEJA. SEU DEFEITO INERENTE É A DISTRIBUIÇÃO IGUALITÁRIA DA MISÉRIA. Winston Churchill

FUTEBOLADAS

Há mais de uma hora, assisto à espanholada em festa. Já cortei o pio à coisa, na baldada esperança que o tempo acabe com ela.

A estação que me costuma acompanhar ao serão - a SIC Notícias - no cumprimento de estúpido hábito, enche-me os serões de Domingo e de 2ª feira com intermináveis futebolices.

Eu, que até gosto de futebol, fico piurso. Como as alternativas, a começar pela RTP, são, em regra, uma porcaria, depois de fazer as palavras cruzadas acabo aqui, sentadinho, a debitar irritações.

 

Resolvi, à revelia do encantamento universal, “analisar” o nosso vizinho campeão.

Antes de mais, viu-se à rasca. Perdeu com a Suiça. Ganhou, mais ou menos à tangente, a uns rapazes sem grandes ambições. Depois, foi o que se viu:

Ganhou-nos por um a zero, com inúmeros favores do árbitro, incompetente ou bem pago, sendo o golo da vitória indiscutivelmente ilegal na opinião de toda a gente menos da FIFA e de um árbitro nacional que ganha umas massas a orar bocas na televisão.

Voltou a ganhar um a zero a todos os outros, o que muito diz sobre o genial futebol da selecção do império castelhano. Um a zero mais um a zero mais um a zero mais um a zero, não perfaz quatro a zero.

Não merecia ganhar ao Paraguai, nem à Alemanha. Com a Holanda, é discutível que merecesse um “ex-aequo”.

Ou seja, o inteligentíssimo, o extraordinário, o maravilhoso futebol da selecção do país vizinho, foi levado à glória pela sorte própria, pela má sorte dos outros e pelos árbitros.

O resto é conversa.

 

A nacional opiniosa gente não hesita em alinhavar os mais rasgados elogios a quem ganhou, como os teceria a quem perdeu, se quem perdeu tivesse ganho.

Vae victis, é o que se vê. O fadismo doméstico entretém-se a pôr culpas ao Queirós. Como dantes as punha ao Felipão. Como porá a todos os que não fiquem em primeiro*.

Culpas de quê? Como se, ao mesmo tempo que se grita que os espanhóis são os melhores do mundo, fosse alguma vergonha ter perdido com eles, só com eles, ainda por cima com um golo aldrabonamente oferecido pelo árbitro e pelo bandeirinha, a quem o alarve do Maradona até chamou Boccelli, ou seja, ceguinho.

 

Vivemos aqui, não noutro lado. Até gostamos disto. O problema é que não sabemos onde ir buscar seja o que for que nos safe. Como se ter ficado entre os 16 melhores do mundo (entre cento e tal), como se ser corridos por um árbitro, ou incompetente ou a soldo de Castela, fosse vergonha para alguém ou razão para perseguir o tipo que lá nos levou.

Acrescente-se que sou “independente”, isto é, que não conheço o senhor Queirós de parte nenhuma nem tenho por ele outra estima que não seja a de ter feito o que fez.     

 

12.7.10 (23,50)

 

António Borges de Carvalho

 

* Esperemos com calma a diatribe do Tavares (Sousa) no “Expresso” do próximo Sábado.

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

O autor

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2006
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D