Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

irritado (blog de António Borges de Carvalho).

O SOCIALISMO É A FILOSOFIA DO FRACASSO, A CRENÇA NA IGNORÂNCIA, A PREGAÇÃO DA INVEJA. SEU DEFEITO INERENTE É A DISTRIBUIÇÃO IGUALITÁRIA DA MISÉRIA. Winston Churchill

irritado (blog de António Borges de Carvalho).

O SOCIALISMO É A FILOSOFIA DO FRACASSO, A CRENÇA NA IGNORÂNCIA, A PREGAÇÃO DA INVEJA. SEU DEFEITO INERENTE É A DISTRIBUIÇÃO IGUALITÁRIA DA MISÉRIA. Winston Churchill

QUATORZE JUILLET

 

As datas comemorativas, mais do que o se passou na que lhes deu origem, têm o valor que as pessoas lhes atribuem.

 

Comemora-se hoje a chamada queda da Bastilha. À prisão da Bastilha atribui-se o valor de odiado símbolo do ancien regime, tenebrosa prisão onde o peuple era encerrado, acorrentado e faminto, pela simples razão de ser peuple.

E, no entanto… No entanto, no 14 de Julho de 1789, havia cinco presos na Bastilha, quatro dos quais aristocratas, um plebeu, todos criminosos de delito comum.

O comandante da Bastilha, perante a fúria da imensa populaça que por ali se juntara, viu-se na contingência de negociar com ela, a fim de evitar a destruição do monumento. Dessa negociação resultou um acordo rezando que, em troca da libertação dos presos, os atacantes se comprometiam a não destruir o edifício e a poupar a guarnição. O resultado foi que os criminosos que estavam na cadeia foram à sua vidinha, os paióis da Bastilha detonados, a torre arrasada e mortos o comandante e a guarnição.

 

Depois, foi o que se sabe. O Roi Louis viria a ser decapitado, etc. e tal. Anos e anos de terror republicano, a fazer inveja aos mais violentos torcionários do ancien regime.

Até que, corolário de voltas e reviravoltas, havia de vir o Imperador corso lançar a Europa num banho de sangue.

Passado mais de um século, nasceria em França a democracia moderna, de que os franceses se gabam autores sem curar que foram os ingleses quem a inventou séculos antes, e a custos humanos gigantescamente inferiores.

 

Um bom símbolo dos sentimentos que inspiraram a coisa é a, ainda vivíssima, “Marselhesa”. Os féroces soldats qui viennent… égorger nos fils et nos compagnes não são, que ideia, os ingleses ou quejandos. São os próprios franceses, os que não aderem à révolution, os que são menos citoyens que os outros. E os nobres desejos dos revolucionários são os de ver o sangue de tal gente, seus compatriotas, versé dans les sillons.

 

Ao longo dos anos, os símbolos vão adquirindo um sentido que, posso admitir, já não tem a ver com a história que lhes deu origem.

Não deixam às vezes de ser, em termos de História, uma nojeira total.

 

14.7.10

 

António Borges de Carvalho

2 comentários

Comentar post

O autor

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2006
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D