Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

irritado (blog de António Borges de Carvalho).

O SOCIALISMO É A FILOSOFIA DO FRACASSO, A CRENÇA NA IGNORÂNCIA, A PREGAÇÃO DA INVEJA. SEU DEFEITO INERENTE É A DISTRIBUIÇÃO IGUALITÁRIA DA MISÉRIA. Winston Churchill

irritado (blog de António Borges de Carvalho).

O SOCIALISMO É A FILOSOFIA DO FRACASSO, A CRENÇA NA IGNORÂNCIA, A PREGAÇÃO DA INVEJA. SEU DEFEITO INERENTE É A DISTRIBUIÇÃO IGUALITÁRIA DA MISÉRIA. Winston Churchill

HÁ SEGREDOS E SEGREDOS

 

O DN, jornal oficioso do governo e propriedade do “amigo Oliveira”, publica, com parangonas de primeira página, o relatório final da PJ sobre o caso Freeport.

Ao mesmo tempo, anuncia que, amanhã, acaba o segredo de justiça, implicitamente confessando que está a violá-lo. A não ser que seja legítimo revelar na véspera, não o sendo dois dias ou três meses antes.

Mais provável ainda é que, sendo o DN, como é óbvio, credor do apoio governamental, ache que, como no caso dos emails roubados, está acima de minhoquices legais como o segredo de justiça e o sigilo da correspondência, coisa óptimas para condenar os tipos do “Sol”, mas não aplicáveis a servidores das “autoridades”.  

 

Querem saber porque, desta vez, o DN é o primeiro a avançar com a “caxa”? Eu explico: é porque o senhor Pinto de Sousa ficou de fora da investigação. O DN apressa-se a dar às fiéis massas a notícia da formidável honestidade do PM, agora e quando era ministro do ambiente.

Esquecem-se de alguns pequenos detalhes, detalhes que, num país com alguma consciência cívica, seriam mais que suficientes para que fossem os próprios membros do partido que o pôs lá a dar-lhe um pontapé no rabo, isto para não falar das evidentes obrigações do Presidente da República e dos partidos da oposição a este respeito.

Os factos são claríssimos. Houve, no licenciamento do Freeport, tramóia, e da grossa. Segundo a polícia, não há dúvida que houve dinheiros a rodos, além de uma nebulosa de traficâncias difíceis de deslindar. Houve uns tipos que depositaram, em dinheiro, verbas astronómicas – cem e duzentos mil euros, segundo o relatório – sendo que declararam que se tratava de heranças, provavelmente provenientes do colchão da avó – ou de outras extraordinárias formas de entregar aos bancos importâncias daquelas.

 

Há mais, mas fiquemos por aqui.

 

Quem mandava, em última instância, naquela malta toda? Quem tinha jurisdição na matéria? O senhor Pinto de Sousa, é evidente. Tenha ou não tenha recebido umas massas, os factos politicamente relevantes aí estão, claros como a água pura das nascentes.

Mas ninguém liga bóia e até é capaz de haver gente tão cega ou tão estúpida que ache que o senhor Pinto de Sousa é um gajo porreiro, pá.    

 

Com os meus agradecimentos ao DN, por ter exposto os factos tão claramente.

 

26.7.10

 

António Borges de Carvalho

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

O autor

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2006
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D