Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

irritado (blog de António Borges de Carvalho).

O SOCIALISMO É A FILOSOFIA DO FRACASSO, A CRENÇA NA IGNORÂNCIA, A PREGAÇÃO DA INVEJA. SEU DEFEITO INERENTE É A DISTRIBUIÇÃO IGUALITÁRIA DA MISÉRIA. Winston Churchill

irritado (blog de António Borges de Carvalho).

O SOCIALISMO É A FILOSOFIA DO FRACASSO, A CRENÇA NA IGNORÂNCIA, A PREGAÇÃO DA INVEJA. SEU DEFEITO INERENTE É A DISTRIBUIÇÃO IGUALITÁRIA DA MISÉRIA. Winston Churchill

ROYALICES

Na segunda-feira de Carnaval estava este vosso criado repastelado num quarto com vista para o mar, em Biarritz (“cólidade” de vida, pois então!), quando surge, na TF1, a dona Segolène a responder às perguntas de um painel de citoyens.
Tive a pachorra de ouvir aquilo quase até ao fim.
 
A senhora é finória, não se atrapalha, e lá vai respondendo, ou seja, virando e revirando, diante da rapaziada, uma bem estudada cassette. Nada de especialmente novo no que disse. O povo blá blá blá, o terceiro mundo que é preciso ajudar de outra maneira (qual?), os rapazinhos que queimam carros são uns gajos porreiríssimos que é preciso “integrar”, o ministro do interior é um burro, a République a que é preciso dar uma vida nova, pó pó pó, a semana das 35 horas logo se vê, está tudo no meu programa tá tá tá, e por aí fora. Sá a vi à rasquinha quando lhe perguntaram qual era o tacho que daria ao seu compagnon, senhor Hollande, se fosse eleita. A tais alhos respondeu com bogalhos. Fazia lembrar o senhor Pinto de Sousa (Sócrates).
 
Na minha qualidade de estrangeiro, só me entusiasmei quando a senhora se pôs a falar da grandeur de la France, com o tom gaulista do costume: la graaaaandeur de la Fraaaaance. A senhora foi lapidar: a) Dar à Fraaaaaance a grandeza “global” que “lhe cabe”, b) Pôr a Fraaaaaance a mandar na União Europeia, como lhe compete, c) Tratar os Estados à distância, sem contemplações, nem acordos, nem subserviências, nem lideranças.
 
Não faço comentários. Deixo estas modestas impressões à consideração de quem as ler. Presumo que, a este respeito, o senhor Sarko dirá mais ou menos o mesmo.
 
António Borges de Carvalho

O autor

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2007
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2006
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D