Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

irritado (blog de António Borges de Carvalho).

O SOCIALISMO É A FILOSOFIA DO FRACASSO, A CRENÇA NA IGNORÂNCIA, A PREGAÇÃO DA INVEJA. SEU DEFEITO INERENTE É A DISTRIBUIÇÃO IGUALITÁRIA DA MISÉRIA. Winston Churchill

irritado (blog de António Borges de Carvalho).

O SOCIALISMO É A FILOSOFIA DO FRACASSO, A CRENÇA NA IGNORÂNCIA, A PREGAÇÃO DA INVEJA. SEU DEFEITO INERENTE É A DISTRIBUIÇÃO IGUALITÁRIA DA MISÉRIA. Winston Churchill

CORTAR A TORTO

 

O grande camarada Pinto de Sousa, dito Sócrates, orago milagreiro de uma antiga organização política, dita PS, é um homem que corta a direito, segundo os áulicos, e a torto, segundo o IRRITADO.

 

Quatro exemplos irrefutáveis e fresquinhos:

 

a)     Uma senhora da agência de informação do Estado (ou do governo), dita “Lusa”, foi contactada pela máquina de informação do primeiro-ministro, que a instigou a publicar uma frase basilar, leia-se irrefutavelmente idiota, que o chefe ia pronunciar no dia seguinte. A senhora não atendeu a pedido tão gentilmente formulado e destinado a alimentar, por antecipação, as manchetes dos jornais. Malvada! O justo resultado foi que a administração da tal “Lusa” lhe deu um pontapé no rabo, com certeza com o argumento de que não se pode deixar de publicar o que o PM manda. Um caso a juntar a tantos outros, verdadeiramente paradigmáticos quanto aos sentimentos democráticos da organização que dá pelo nome de PS e do seu generalíssimo.

b)     A dona Ana Paula Vitorino, anafada técnica de transportes e antiga secretária de estado do célebre Jamais!, foi, segundo o “I” de hoje, saneada pelo Pinto de Sousa do galarim da organização dita PS. É assim mesmo! Quem se mete com o Jamais! e com o seu chefe, leva!

c)      O Luís Amado, muito conhecido por falar baixinho, foi também escovado da organização dita PS. É bem feito. Então não é que o homem se punha para aí a falar alto? A dizer coisas que não estavam no manual de instruções? Pior! O homem chegava ao ponto de dizer verdades, o que não só não está no manual de instruções como não faz parte da ética republicana do governo. Que é que queria, hem?

d)     O irreparável Basílio Horta, fundador e ministro do CDS, candidato a PR pelo CDS contra Soares, voltou ao galarim pela mão do Barroso que, para o compensar, o pôs de férias em Paris, numa embaixada qualquer. O camarada chefe da organização dita PS, quando subiu ao trono, não só o deixou acabar o mandato como o reconduziu. Depois, pô-lo a mandar numa das dez mil e trezentas “autoridades”, “agências”, ou lá o que é, o que lhe granjeou meritória presença em inúmeras sessões solenes e inaugurações, lado a lado com o primeiro-ministro. A recompensar esta indefectível fidelidade, o Basilinho, como há quem o trate, foi nomeado cabeça de lista por Leiria! Um percurso notável! Notável e coerente, não é? Diz ele que não tem “nenhum compromisso com o senhor primeiro-ministro”. Ai não? Vê lá onde vais parar, rapaz, se fazes xi-xi fora do bacio. Não tens compromissos o tanas! Ou andas direitinho na feira das vaidades do generalíssimo ou vais ver o que te acontece.

 

Assim vai o mundo.

 

18.4.11

 

António Borges de Carvalho

8 comentários

Comentar post

O autor

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2014
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2013
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2012
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2011
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2010
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2009
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2008
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2007
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D
  209. 2006
  210. J
  211. F
  212. M
  213. A
  214. M
  215. J
  216. J
  217. A
  218. S
  219. O
  220. N
  221. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub