Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

irritado (blog de António Borges de Carvalho).

O SOCIALISMO É A FILOSOFIA DO FRACASSO, A CRENÇA NA IGNORÂNCIA, A PREGAÇÃO DA INVEJA. SEU DEFEITO INERENTE É A DISTRIBUIÇÃO IGUALITÁRIA DA MISÉRIA. Winston Churchill

irritado (blog de António Borges de Carvalho).

O SOCIALISMO É A FILOSOFIA DO FRACASSO, A CRENÇA NA IGNORÂNCIA, A PREGAÇÃO DA INVEJA. SEU DEFEITO INERENTE É A DISTRIBUIÇÃO IGUALITÁRIA DA MISÉRIA. Winston Churchill

HOUSE OF BIJAN

 

 

Já lá vai um bom par de anos, andava o IRRITADO - à época muito menos irritado que agora - a passear na 5ª Avenida, em Nova Iorque.

Eis senão quando vê, numa montra, uma camisa deslumbrante. Disse à mulher:

- Quero aquela camisa!

Ao que a senhora respondeu:

- Tu és doido, aquilo deve custar uma fortuna. Deixa-te de maluquices!

Mas o IRRITADO estava cheio de vício.

- Ó filha, uma extravagância, que diabo, tenho direito a uma extravagância!

 

À porta da loja agigantava-se um preto com dois metros de altura por um de largo, bicha até à raiz dos cabelos. O IRRITADO manifestou ao dito o seu desejo de entrar. O preto, com ar de florido desprezo, tirou o chapéu alto com que se engalanava e abriu a porta.

O IRRITADO endireitou as costas, assumiu um ar de milionário de Fornos de Algodres, e penetrou na loja por um corredor que devia levar ao sanctus sanctorum da instalação.

Apareceu então outro bichoso, de gravata às florinhas, tuxedo cor de rosa, unha polida e cara de parvo. Curvou-se, tipo palhaço rico, e disse:

- Sir?

Seguro de si, o cliente declarou que queria a camisa aos quadradinhos que estava na montra, do lado esquerdo. O bichoso pegou numa fita métrica, ou polegadétrica, e, delicadamente, passou-a pelo pescoço do IRRITADO, tendo o cuidado de o puxar suavemente para si. Cheio de nojo, o IRRITADO deixou-se medir, braços, barriga (ventre!), costas…

Passado este momento de intimidade, o bichoso pediu licença e desapareceu nas entranhas da loja. Minutos depois, com a dona Margarida a tentar evitar que o marido olhasse para outros produtos, não fosse dar-lhe mais alguma extravagância, o homem(?) do tuxedo cor de rosa voltou, afagando a maravilhosa camisa nas delicadas mãos.

- É isto mesmo!, disse o IRRITADO, felicíssimo, à senhora.

Ela não respondeu.

O bicharoco passou as mãos sobre a seda, num gesto de infinito prazer.

- That’s it, disse o IRRITADO.

A delicada criatura dobrou a camisa com infinitos carinhos, passou à sua volta uma fitinha de seda vermelha, fez uns lacinhos e, num gesto de ballet, colocou-a dentro de uma caixa almofadada. Fechou a caixa, atou-a com outra fitinha, fez mais uns lacinhos, meteu a caixa num saco de doce tecido, pôs o saco em cima da mesa e, sem o largar, declarou:

- It will be ten thousand dollars, please, Sir.

Após um segundo de hesitação, o IRRITADO respondeu:

- Thank you. Have a nice day.

Dignamente, meteu o rabo entre as pernas e, dando o braço à mulher, retirou-se pelo corredor fora e só voltou a respirar quando se apanhou na rua outra vez.

 

A loja chamava-se House of Bijan. Na opinião do IRRITADO deveria ser Bichan. Mas era Bijan.

 

Ora o Bijan, morreu!

No obituário dos jornais consta que o homem se gabava de ter a loja mais cara do mundo. É capaz de ser verdade.

Da sua lista de clientes constavam, entre outros, Schwarznegger, Tom Cruise, Anthony Hopkins, Vladimir Putin, Ronald Reagan e… José Sócrates, o nosso bem amado Pinto de Sousa!

 

É assim, meus amigos. Enquanto, paulatina e orgulhosamente, o senhor Pinto de Sousa arruína o país, vai fazendo umas comprinhas no Bichan. Bem o merece. Que diabo, um fatinho “vulgar” custa, no Bichan, uns míseros 35.000 euros. Que é isso para o senhor Pinto de Sousa? Peanuts!

 

À atenção do eleitorado.

 

19.4.11

 

António Borges de Carvalho

2 comentários

  • Sem imagem de perfil

    daniel tecelao 19.04.2011

    O irritado está com ciumes de quem?
    Da bicha que lhe tirou as medidas?
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    O autor

    foto do autor

    Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

    Arquivo

    1. 2022
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2021
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2020
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2019
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2018
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2017
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2016
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2015
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2014
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2013
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2012
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2011
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2010
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2009
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D
    183. 2008
    184. J
    185. F
    186. M
    187. A
    188. M
    189. J
    190. J
    191. A
    192. S
    193. O
    194. N
    195. D
    196. 2007
    197. J
    198. F
    199. M
    200. A
    201. M
    202. J
    203. J
    204. A
    205. S
    206. O
    207. N
    208. D
    209. 2006
    210. J
    211. F
    212. M
    213. A
    214. M
    215. J
    216. J
    217. A
    218. S
    219. O
    220. N
    221. D
    Em destaque no SAPO Blogs
    pub