Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

irritado (blog de António Borges de Carvalho).

O SOCIALISMO É A FILOSOFIA DO FRACASSO, A CRENÇA NA IGNORÂNCIA, A PREGAÇÃO DA INVEJA. SEU DEFEITO INERENTE É A DISTRIBUIÇÃO IGUALITÁRIA DA MISÉRIA. Winston Churchill

irritado (blog de António Borges de Carvalho).

O SOCIALISMO É A FILOSOFIA DO FRACASSO, A CRENÇA NA IGNORÂNCIA, A PREGAÇÃO DA INVEJA. SEU DEFEITO INERENTE É A DISTRIBUIÇÃO IGUALITÁRIA DA MISÉRIA. Winston Churchill

FILOSOFIAS

 

Há um número relativamente pequeno de senhores que se impõem à nossa sociedade como portadores de profundo pensamento, de altas filosofias e de insigne perfil académico. Aparecem recorrentemente na televisão brindando-nos com as suas “visões de futuro”, as suas “análises sociológicas”, as suas preocupações intelectuais, as suas interpretações filosófico-políticas.

Ele é Sua Excelência o Professor Boaventura Sousa Santos, ele é Sua Excelência o Professor José Gil, ele é outros igualmente célebres e justamente admirados.

Muito bem.

Há um denominador comum à generalidade destes cérebros: o esquerdismo.

 

Boaventura chega a extremos de zarolhismo que impedem a serena apreciação das suas teorias. Não tem uma opinião que não seja conducente à glorificação da esquerda, ainda que não se perceba bem que esquerda.

 

Gil – é ele que “provoca” este post - afina mais ou menos pelo mesmo diapasão. Para citar a sua mais recente receita, transcreva-se uma transcrição: Se o povo não se revolta, está a caucionar um sistema global político e económico injusto e explorador…

Aqui temos, de uma penada, uma demonstração de “filosofia global”. O sistema é mau? Então não há outra solução senão a revolta. Não há soluções políticas. O sistema é irreformável. Mau por natureza, não por azar, má gestão ou desvios. Ainda pior por ter proporcionado a globalização, que tirou milhares de milhões de seres humanos da miséria e da fome, com o único prejuízo dos miseráveis autores do “sistema”.

Parta-se tudo. Faça-se como na Revolução Francesa, de gloriosas consequências. Faça-se como na revolução soviética, de admirável futuro. Faça-se como o célebre Adolfo. Ou faça-se como acha o doutor Boaventura, mesmo que ele não explique a que revolta se refere ou o que quer que o povo faça para não “caucionar o sistema global”. É preto ou branco: o povo, ou se revolta, ou “cauciona”, ou é bom ou é mau. Coisa a que usava chamar-se maniqueísmo primário.

É pena que cérebros tidos por tão privilegiados não sejam capazes de perceber o que está mal nem de pensar o que se pode fazer. É que, acima de qualquer bom senso, estão na sempre, nas suas cabeças, os dogmas da esquerda, coisa tanto mais contraproducente quanto mais fundamentalista.

 

 11.9.11

 

António Borges de Carvalho

3 comentários

Comentar post

O autor

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2006
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D