Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

irritado (blog de António Borges de Carvalho).

O SOCIALISMO É A FILOSOFIA DO FRACASSO, A CRENÇA NA IGNORÂNCIA, A PREGAÇÃO DA INVEJA. SEU DEFEITO INERENTE É A DISTRIBUIÇÃO IGUALITÁRIA DA MISÉRIA. Winston Churchill

irritado (blog de António Borges de Carvalho).

O SOCIALISMO É A FILOSOFIA DO FRACASSO, A CRENÇA NA IGNORÂNCIA, A PREGAÇÃO DA INVEJA. SEU DEFEITO INERENTE É A DISTRIBUIÇÃO IGUALITÁRIA DA MISÉRIA. Winston Churchill

COSTOFERNANDICES

 

Agora que o rabinho que faltava ao túnel do Marquês foi, finalmente, aberto ao trânsito, é, mais uma vez, altura de perguntar ao Fernandes se já pensou em pagar o que deve à Câmara, aos lojistas, aos automobilistas, ao povo de Lisboa, quando e se faz tenção de pagar os muitos milhões que lhes deve pela paralisação das obras durante mais de oito meses.

Este magnífico moralista, tão orgulhoso da sua “integridade”, este impoluto cidadão que até faz de polícia quando se trata de perseguir os seus corruptores, este emérito defensor das hortas sociais e dos contentores do Coelho, esta besta – opinião do IRRITADO, que não vem ao caso – lançou a providência cautelar que impediu a continuidade das obras, providência que, como não podia deixar de ser, foi considerada improcedente.

 

Se você, meu caro leitor, interpuser uma providência cautelar que tenha por destino, como a do Fernandes, a improcedência, será, naturalmente, obrigado a pagar os prejuízos que a sua atitude causou a terceiros, bem como os danos morais, comerciais e financeiros, etc. que provocou.

Mas, tratando-se de uma personalidade célebre como o Fernandes, ainda por cima de esquerda, ainda por cima ecologista, ainda por cima do Bloco de Esquerda, ainda por cima do PS, ainda por cima amigo do Coelho, ainda por cima… não lhe acontece nada!

 

O homem não paga. Ninguém o processa – nem a Câmara, que pagou o prejuízo! – não paga nada, e ainda acha que é um grande homem e que fez muito bem à cidade!

Não será, no entanto, o principal culpado. O o Costa é bem pior. Como presidente da Câmara e “defensor” dos interesses da cidade, não só coonestou a vil acção do Fernandes como pagou os prejuízos ao empreiteiro com o nosso dinheiro e, cúmulo dos cúmulos, albergou o Fernandes na sua candidatura e na sua vereação. A finalizar este brilhante comportamento, o Costa aparece, armado em herói, a inaugurar a obra que, por sua acção e dos seus, levou mais uns cinco anos a concluir.

 

Que justiça é esta, que terra é esta em que os cidadãos pagam as maluquices de um tarado qualquer, vêm outro a louvaminhar-se pelo mal que causou e, ainda por cima, têm que aturar a “autoridade” de um e de outro?

 

Responda quem quiser.

 

7.4.12

 

António Borges de Carvalho

1 comentário

Comentar post

O autor

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2006
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D