Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

irritado (blog de António Borges de Carvalho).

O SOCIALISMO É A FILOSOFIA DO FRACASSO, A CRENÇA NA IGNORÂNCIA, A PREGAÇÃO DA INVEJA. SEU DEFEITO INERENTE É A DISTRIBUIÇÃO IGUALITÁRIA DA MISÉRIA. Winston Churchill

irritado (blog de António Borges de Carvalho).

O SOCIALISMO É A FILOSOFIA DO FRACASSO, A CRENÇA NA IGNORÂNCIA, A PREGAÇÃO DA INVEJA. SEU DEFEITO INERENTE É A DISTRIBUIÇÃO IGUALITÁRIA DA MISÉRIA. Winston Churchill

UM ANJO

 

Do Eden tudesco, onde altas almas campeiam, desceu sobre nós, angélica, pura, casta, misericordiosa, a figura insigne desse espírito de eleição que se chama Constâncio. Sursum corda!

Abrangente, constante, firme, formoso, cabelo pintado de preto a fim de se confundir com a humanidade, qual bíblica e inspiradora pombinha, lançou sobre nós, pobres, incautos e ignorantes mortais, a luz esclarecida e esclarecedora da sua formidável sabedoria.

Ele que, inesquecivelmente, soubera inspirar a Nação com a manufactura de um conveniente e putativo orçamento - base e ânimo do saudoso governo do hoje filosófico emigrante que, em Paris, ilumina as almas gaulesas com o brilho da sua presença – desceu a visitar este jardim, assim nos honrando, inspirando e iluminando.

 

E disse de sua justiça aquilo que aos vis quão infelizes ex-súbditos do glorioso parisiense, vítimas de endémica ignorância, jamais tinha ou teria ocorrido.

É que, afinal, o Banco de Portugal, dirigido pela sua gigantesca figura, não sabia de nada do que se passava no BPN, ainda menos no BPP!

Ele havia por aí, é verdade, vozes maldosas e desconfiadas a tecer aleivosias e a fazer denúncias. Mas a ilustre nacional instituição não ligava a aleivosias ou denúncias, por isso não tinha que saber de nada. Não era da sua competência!

Vozes de tolos não chegam ao céu, o angélico Constâncio não tinha poderes investigatórios, não tinha nada que suspeitar, as contas que lhe apresentavam estavam certas, havia contabilidade escondida em Cabo Verde e na casa de banho do Dr. Loureiro, como havia o regulador de regular? Os maus pagavam juros acima da média, os maus faziam negócios duvidosos, os bancos estavam sujeitos a regulação, tudo isso é verdade, mas como podia o Constâncio saber? Ele não é polícia, pelo contrário, paira nas zonas etéreas onde só os escolhidos têm lugar, longe, nas plagas esotéricas onde só acedem os iniciados e a que os mortais não sobem.

 

Obrigado, ó Constâncio, pela luz do teu espírito, pela nobreza do teu pensamento, pela inatacável lógica da tua nobre posição. Eu te saúdo ó maravilha fatal da nossa idade! Em nome dos ignorantes, dos néscios, dos desconfiados, dos parvos, que somos todos nós, eu te saúdo e te agradeço!

 

Nada melhor que o 10 de Junho, dia da Pátria, para esta singela homenagem ao teu saber. Só é pena que não tenhas sido condecorado nesta ridente data, certamente por seres um anjo. É que os anjos não se condecoram. Veneram-se.

    

10.6.12

 

António Borges de Carvalho

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

O autor

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2010
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2009
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2008
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2007
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2006
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub