Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

irritado (blog de António Borges de Carvalho).

O SOCIALISMO É A FILOSOFIA DO FRACASSO, A CRENÇA NA IGNORÂNCIA, A PREGAÇÃO DA INVEJA. SEU DEFEITO INERENTE É A DISTRIBUIÇÃO IGUALITÁRIA DA MISÉRIA. Winston Churchill

irritado (blog de António Borges de Carvalho).

O SOCIALISMO É A FILOSOFIA DO FRACASSO, A CRENÇA NA IGNORÂNCIA, A PREGAÇÃO DA INVEJA. SEU DEFEITO INERENTE É A DISTRIBUIÇÃO IGUALITÁRIA DA MISÉRIA. Winston Churchill

UM CARJARETE

 

Carjarete é um neologismo cheio de significado. Trata-se de uma corruptela de mijarete, inventada por tipos como o IRRITADO, reaccionários e fascizantes díscolos, pelo menos na abalizada opinião dos camaradas Jerónimo e Louça, seus seguidores e compadres, género Fidel ou Tchichas (o grego, de quem o Louça é orago e guru).

Pois não é que tal detestável gente juntou mijarete ao nome do camarada Arménio Carlos e inventou o carjarete? É de uma falta de respeito a toda a prova.

Porquê tal invenção?

Tudo tem a sua razão de ser. É que o camarada Arménio, cada cavadela cada minhoca. O homem tem o discurso mais bafiento de toda a Europa. Não é capaz de sair de uma dúzia de slogans ou respectivas glosas, a fazer lembrar as antigas cassetes do Cunhal, hoje penes do Jerónimo. Não dá duas para a caixa. Uma desgraça. E como cheira a bafio por todos os poros, a malta começa a fartar-se das suas arengas e, o que é pior, das suas convocatórias.

 

Já poucos aparecem nas farras da CGTP. Desta feita (segundo os jornais) acentuou-se a tendência para só descerem a avenida os filiados do PC e, destes, só os mais velhotes e os do Sul, à excepção do Algarve. Devidamente espaçados, como manda a cartilha, os fiéis defuntos, perdão, os fiéis camaradas, quiseram dar a sensação das multidões doutros tempos, ocupando vinte vezes mais alcatrão do que se justificaria. Por outro lado (sempre segundo os jornais), as palavras de ordem não entusiasmaram fosse quem fosse. O préstito lá foi, tristemente, pela avenida abaixo, sem brilho nem – em futebolês – postura anímica. Um carjarete.

O Carlos lá debitou as suas patranhas, o seu ódio à troica, à agiotagem da troica e a tudo o que mexe. Resultado: um carjarete!

Dê-se, no entanto, o seu a seu dono. O homem tem azar. É perseguido pelas forças do capital monopolista, fascista, imperialista, etc..

No primeiro de Maio foi o que se viu. O Pingo doce, força reacionária como tudo, resolveu dar umas borlas. A malta em vez de ir à avenida foi às compras. E o primeiro de Maio foi um carjarete.

Desta feita, foi o Continente, tão reacionário como o outro. Pôs uns rebanhos de cabras a pastar no Terreiro do Paço sob o terno olhar do Costa e do Fernandes – outros reaccionários, no parecer do Arménio - e pronto, as massas, em vez de ir atrás das miúdas na avenida, foi atrás das cabras. Deixou a procissão para os velhotes, que já não têm guts, seja para as miúdas, seja para as cabras. Um carjarete!                 

 

Coitado do Arménio!

 

17.6.12

 

António Borges de Carvalho

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

O autor

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2010
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2009
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2008
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2007
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2006
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub