Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

irritado (blog de António Borges de Carvalho).

O SOCIALISMO É A FILOSOFIA DO FRACASSO, A CRENÇA NA IGNORÂNCIA, A PREGAÇÃO DA INVEJA. SEU DEFEITO INERENTE É A DISTRIBUIÇÃO IGUALITÁRIA DA MISÉRIA. Winston Churchill

irritado (blog de António Borges de Carvalho).

O SOCIALISMO É A FILOSOFIA DO FRACASSO, A CRENÇA NA IGNORÂNCIA, A PREGAÇÃO DA INVEJA. SEU DEFEITO INERENTE É A DISTRIBUIÇÃO IGUALITÁRIA DA MISÉRIA. Winston Churchill

DAR À CASCA

 

Dar à casca consiste em fazer gala em mostrar os despeitos de cada um, mascarando-os de opiniões e julgando que os outros não dão por isso. Trata-se de um desporto muito praticado  no PSD, vá lá saber-se porquê.


Alguns exemplos:


 Capucho. Abandonou a Câmara de Cascais sem mais nem menos. Começou por deixar passar a “narrativa” de que estava doente. Não estava. Foi-se embora e acabou-se. Não fazia parte dos admiradores de Passos Coelho. Era Conselheiro de Estado. Um senador da República, que diabo! Um senhor! Depois, ficou sem este prestigioso lugar por razões que a razão desconhecerá mas que o poder de quem o substituiu justifica. Fez constar a sua disponibilidade para o serviço do partido. Uma camarazita, ou camarazona, como a de Lisbos, ficava-lhe a matar, na sua opinião, claro. Levou com os pés. 

Posto isto, desatou a dar à casca. Da pior maneira. Um tipo do PS ou dos partidos comunistas não faria melhor oposição. Umas bocas na SIC e nos jornais, e aí está uma ferocíssima luta contra o seu partido.


Manuela Ferreira Leite. A senhora deve ter achado insuportável e injusto ter sido corrida da chefia. Estará no seu direito, mas eleições são eleições, agradam a uns e entristecem outros, como é próprio de toda e qualquer eleição, à excepção das do PC que agradam a todos  porque quem não gostar é expulso. Este governo, em circunstâncias muito mais difíceis, está a fazer a política que era, há anos, preconizada pela senhora. Na ilustre cabeça dela, tal política era boa nas suas mãos mas é má nas de outros. E não está com meias medidas. Vem cá para fora dizer cobras e lagartos dos seus colegas de partido.


Pacheco Pereira. Do alto dos inúmeros e bem pagos púlpitos a que soube guindar-se, dedica o seu tempo a zurzir a família com rebuscadas diatribes. Não aguentou ter deixado de ser o filósofo oficial do partido, porque a chefe de quem dependia deixou de o ser. E pumba! Aí está ele à porrada, por tudo e por nada, ou por dá cá aquela palha. Ganhar a vida não é fácil, e não há dúvida que, estando na prateleira, a porrada paga melhor.


Esta lista não é exaustiva, mas ilustra o que se passa. Estranho é que a nenhum destes luminares tenha ocorrido que têm o direito de sair do partido ou que, se querem dar cabo de quem nele manda, devem e podem fazê-lo por dentro. O problema, se calhar, é que, por dentro, ninguém lhes pagava para isso. Cá fora, é um fartote.

“Quem não está bem, muda-se” diz o povo. Esta gente nem se muda nem sai de cima.


Cabe aqui prestar justa homenagem aos inimigos do Seguro. É que são “internos”. Odiando mais o chefe que o Mafoma odiava o toucinho, tratam de o demolir intramuros. Aliás, só não o conseguiram porque o Costa percebeu que estava entre gente muito, muito má, e deu à sola antes que se visse nas mãos do grupo dos deserdados do socrapifiosismo.


C’est la vie!

 

4.4.13

 

António Borges de Carvalho

1 comentário

Comentar post

O autor

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2007
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2006
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D