Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

irritado (blog de António Borges de Carvalho).

O SOCIALISMO É A FILOSOFIA DO FRACASSO, A CRENÇA NA IGNORÂNCIA, A PREGAÇÃO DA INVEJA. SEU DEFEITO INERENTE É A DISTRIBUIÇÃO IGUALITÁRIA DA MISÉRIA. Winston Churchill

irritado (blog de António Borges de Carvalho).

O SOCIALISMO É A FILOSOFIA DO FRACASSO, A CRENÇA NA IGNORÂNCIA, A PREGAÇÃO DA INVEJA. SEU DEFEITO INERENTE É A DISTRIBUIÇÃO IGUALITÁRIA DA MISÉRIA. Winston Churchill

CONSELHOS ESOTÉRICOS

 

Algumas dicas para reforçar a campanha do oco, conselhos que não são originais do IRRITADO, mas simples adpatação dos argumentos eleitorais desse grande amigo do PS que se chamava Chávez, agora glosados pelo seu ilustre sucessor, um tal Maduro.

Para além de não haver dúvidas de que o cancro do Chávez foi obra do Obama, o qualmeteu o tradicional caranguejo nas entranhas do herói, para além de não haver dúvidas quanto à protecção de São Simão Bolivar à revolução socialista de que é orago, avultam diversos factos que, com as devidas adptações, deveriam fazer parte do argumentário do oco no que respeita à necessária e indispensável queda do governo, e à sua (dele) merecida subida ao poder.


A saber:

- Não restam dúvidas sobre o facto de a falta de inteligência que o aflige ter sido causada, a mando de Passos e de Gaspar, pelo Silva Carvalho, ex-chefe dos espiões, mediante a introdução de um pó inibidor de neurónios no papel higiénico do Largo do Rato;

- Não restam dúvidas sobre a protecção pré-tumba que ao oco é dada por São Mário Soares, via intercessão da dona Maria de Jesus junto da cúria celestial;

- À semelhança do camarada Maduro, que invoca a maldição de Macarapana, a qual se abaterá sobre quem nele não votar, com catastróficas consequências indivuduais, o oco devia ter em consideração e denunciar a maldição socrélfia, que o persegue e que inspira aqueles que, dentro e fora do PS, teimam em apeá-lo ou em chamar-lhe oco;

- Deve, como o Maduro, ir de autocarro a todas as suas intervenções públicas, ainda que para isso tenha que tirar a carta de pesados, coisa difícil na prática e ainda pior na teórica;

- Deve mandar pedir ao passarinho que, qual espírito santo bolivariano, trouxe ao Maduro a inspiração da alma do Chávez, que venha até cá e o ilumine com os ensinamentos do camarada Hollande;

- Deve, como o Maduro, esconjurar os que, na sombra, preparam a sua morte, como, aliás, lhe aconteceu, por intervenção de uns americanos, e acontece ao oco por mor das manobras dos neoliberais;

- “Querem matar-me!”, dirá em todas as ocasiões, e denunciará os mais variados complots que por aí contra ele se agigantam;

- Deverá atribuir à coligação o que o Maduro atribui à oposição democrática e mandar investigar os mercenários do PP espanhol que se encontram em Portugal para pôr em prática a estratégia dos conspiradores;

-  Não deixará que se perca a consciência pública dos que planeiam acções destinadas a, quando cheagr ao poder, aumentar o número de assassínios, de suicídios e de outras desgraças, até agora provocados pela troica e seus associados e que o Maduro, na sua terra, não se cansa de invectivar.


Seguindo estes doutos conselhos, poderá:

- Aumentar o seu prestígio junto da América Latina, e obter a protecção, mais que divina, do Maduro;

- Obliterar, na cabeça dos portugueses, a teimosa impressão de que não tem nada de concreto dentro do crânio, bem como a satânica e generalizada convicção de que é absolutamente incapaz de resolver seja que problema for;

- Fazer calar os inimigos internos - amedrontados com a maldição do Maduro - bem como todos aqueles que o obrigaram, a bem da sua “autoridade”, a inventar uma crise política e que o impede de ceder aos universais apelos em favor do país;

- Conseguir calar os que o acusam de não pensar, um minuto que seja, nos problemas do país, mas 24 horas por dia na melhor forma de chegar ao poder.


Aqui ficam alguns pequenos exemplos do que os conselhos do Maduro, via IRRITADO, podem proporcionar à glória e à fama do oco.

 

9.4.13

 

IRRITADO

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

O autor

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2007
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2006
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D