Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

irritado (blog de António Borges de Carvalho).

O SOCIALISMO É A FILOSOFIA DO FRACASSO, A CRENÇA NA IGNORÂNCIA, A PREGAÇÃO DA INVEJA. SEU DEFEITO INERENTE É A DISTRIBUIÇÃO IGUALITÁRIA DA MISÉRIA. Winston Churchill

irritado (blog de António Borges de Carvalho).

O SOCIALISMO É A FILOSOFIA DO FRACASSO, A CRENÇA NA IGNORÂNCIA, A PREGAÇÃO DA INVEJA. SEU DEFEITO INERENTE É A DISTRIBUIÇÃO IGUALITÁRIA DA MISÉRIA. Winston Churchill

DA FABRICAÇÃO DA VERDADE

 

Que aconteceu afinal nos chamados swaps, coisa que continua a encher de orgulho os profissionais da "informação", que não há forma de calar?

 

Que aconteceu?

a) Houve, quase a cem por cento durante os governos socialistas, uma interminável série de contratos daquele tipo celebrados pelas empresas públicas, que a tutela deixou à vara larga, não tomando a mais pequena atitude, presumivelmente porque lhe convinha;

b) Consta que alguns (muitos?) de tais contratos eram altamente ruinosos para o Estado;

c) É certo que os governos do PS fizeram inúmeras operações destinadas a mascarar o défice, como os tais swaps, a fundação da Estradas de Portugal, etc.;

d) Houve duas propostas de contratos desse tipo que foram apresentadas aos assessores do senhor Pinto de Sousa, os quais emitiram parecer favorável, vindo o director da dívida pública (do PSD) a opor-se-lhes e, in fine, o ministro das finanças a recusá-los em definitivo;

e) Um dos assessores em causa é hoje o conselheiro financeiro do senhor Seguro.

f) O demissionário secretário de Estado das finanças terá estado, ou não, nas reuniões com os assessores, sendo já certo que não interveio na formulação das propostas;

g) Está provado que o actual governo tem feito inúmeras diligências, algumas bem sucedidas, para minorar as consequências da herança swap recebida.

 

Ora bem, ou mal.

Que aconteceu ao longo dos últimos dias, em termos de informação?

1) Os swaps problemáticos desapareceram como por encanto;

2) As diligências do governo a este respeito perderam-se em combate;

3) O governo do senhor Pinto de Sousa não tem nada a ver com o assunto, uma vez que, santamente, até recusou as únicas propostas que passaram a estar em causa;

4) Apesar de o Sec. de Estado já ter ido para casa, a única coisa batida e rebatida por toda a "informação" continua a ser saber se esteve ou não esteve nas reuniões com os assessores e dar o "devido" realce ao facto de as propostas do City, feitas em 2005, não terem sido aceites.

 

Concluindo:

Uma montanha de ruinosa e pública trampa financeira foi metida debaixo do tapete.

Quem tem tratado de limpar o possível de tal trampa é acusado(a!) das mais terríveis malfeitorias.

Os culpados estão a bom recato e, disso, não se fala.

Assim o povo é "informado".

Assim se fabrica a verdade.

 

9.8.13

 

António Borges de Carvalho    

 

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

O autor

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2007
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2006
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D