Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

irritado (blog de António Borges de Carvalho).

O SOCIALISMO É A FILOSOFIA DO FRACASSO, A CRENÇA NA IGNORÂNCIA, A PREGAÇÃO DA INVEJA. SEU DEFEITO INERENTE É A DISTRIBUIÇÃO IGUALITÁRIA DA MISÉRIA. Winston Churchill

irritado (blog de António Borges de Carvalho).

O SOCIALISMO É A FILOSOFIA DO FRACASSO, A CRENÇA NA IGNORÂNCIA, A PREGAÇÃO DA INVEJA. SEU DEFEITO INERENTE É A DISTRIBUIÇÃO IGUALITÁRIA DA MISÉRIA. Winston Churchill

DO NEO ESTUPIDISMO

 

Num momento em que é preciso ser mais burro que os burros para não perceber que, ou temos algum juízo ou apanhamos com outra troica no focinho, reune outra vez a esquerda “unitária”, a fim de criar, cito, uma ampla frente de rejeição à hipótese de que tal não se verifique. Nada poderia dar mais prazer a certa gente que ver o falhanço do regresso aos mercados, na medida em que lhe daria armas para culpar o governo. Que os juros aumentem! Que os prazos encolham! Que a imagem do país se deteriore! Ainda bem! O país é a última das suas preocupações, entendida que é a pluralidade política, não como sã competição, mas como demolição dos outros, mesmo que com eles o país.

As consequências cataclísmicas duma nova troica não fazem parte das preocupações desta malta. Bem pelo contrário. Já não restam dúvidas que o objectivo é estender o tapete vermelho para a re-entrada de tal coisa. É essa a nobre missão que Mário Soares atribuiu a si próprio, em nome da conquista do poder para os seus, indo os seus do Pinto de Sousa aos partidos comunistas.

Ampla frente de rejeição. Ampla, como as antigas “amplas liberdades” do Cunhal. Frente, como o Front Populaire ou, mais moderno, o Front National. Em suma, frentismo, populismo, demagogia, irresponsbilidade, indignidade, ódio, cartilha, histórias da carochinha.


Desta vez, o soarismo “abrangente” vem com raminhos de salsa: o desbocado, canhestro e ignorante demago Januário, uma vergonha para a Igreja Católica; os monumentos da dor de cotovelo, Pacheco e Capucho, insuportáveis cornudos da política, incontestáveis ícones do raquitismo moral; a coroar o ramalhete, essa coisa pouco limpa em que, já há anos, se converteu o ex pretenso líder da direita portuguesa, um tal Freitas do Amaral, agora ínclito defensor de uma Constituição contra a qual, noutros tempos, teve a coragem de votar!

Diga-se, no entanto, que ficam bem entre a sua gente, lado a lado com o Comité Central do PC, gloriosamente representado, entre outros,  pelo inigualável Rúben (o Carlos não vai!), com os tipos (e as tipas) do Bloco de Esquerda, com figuras cimeiras da parlapatice socialista como o promotor da farra, o Alegre e a Roseta, e muitos outros figurões, o Nóvoa, que se está a fazer a Presidente, e algumas flores já murchas do esquerdismo, tais o Bruto da Costa ou o Frei Bento. Enfim, uma colecção digna de armazenagem.


Esta plêide de pataratas, ambiciosos e díscolos políticos vai encher as páginas dos jornais ainda que, como meses atrás, no dia seguinte já ninguém se lembre.

Agitaram os media, enfraqueceram internacionalmente o país, criaram problemas mais a nós que ao governo? Claro. Missão cumprida. Não foi o que o Mário Soares fez há dias, em Paris, lado a lado com o diáfano Delanoë? Se mais palcos internacionais se oferecerem, mais males o Soares nos causará. Compreenda-se, é a sua tarefa!

 

15.11.13

 

António Borges de Carvalho

16 comentários

Comentar post

O autor

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2010
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2009
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2008
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2007
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2006
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub