Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

irritado (blog de António Borges de Carvalho).

O SOCIALISMO É A FILOSOFIA DO FRACASSO, A CRENÇA NA IGNORÂNCIA, A PREGAÇÃO DA INVEJA. SEU DEFEITO INERENTE É A DISTRIBUIÇÃO IGUALITÁRIA DA MISÉRIA. Winston Churchill

irritado (blog de António Borges de Carvalho).

O SOCIALISMO É A FILOSOFIA DO FRACASSO, A CRENÇA NA IGNORÂNCIA, A PREGAÇÃO DA INVEJA. SEU DEFEITO INERENTE É A DISTRIBUIÇÃO IGUALITÁRIA DA MISÉRIA. Winston Churchill

A VER VAMOS

O Irritado gozou, em longes terras, uns dez diasitos de imerecidas vacanças.
 
*
 
Mal chegado, pumba!, leva pelas doces faces com uma lambada das antigas. Então não é que o senhor Pinto de Sousa (Sócrates) contratou uma empresa de “casting” para seleccionar umas criancinhas com o fim do o aplaudir numa sessão qualquer, destas a que a propaganda governamental usa chamar de tecnologia de ponta ou coisa que o valha? Trinta Euros por criancinha!
Não sei se já batemos no fundo, ou se o fundo é tão fundo que nem o senhor Pinto de Sousa (Sócrates) lá consegue chegar.
Trabalho infantil! Seria? O Irritado, como não teve a dita de ver a sessão, não sabe se se tratou de tal e tão vergonhosa contratação.
Mas sabe o que isto quer dizer. Quer dizer que vale tudo.
Vale pagar a umas velhotas para vir de Carrazeda de Ansiães aplaudir o senhor Costa. Vale arquivar o processo do Charrua e manter no poder a imundície que o provocou. Vale andar aos pulinhos em Xangai, a fazer propaganda à “Adidas”. A lista do que vale é interminável.
Pergunta o Irritado a si próprio se também valerá manipular sondagens, aldrabar resultados eleitorais, fingir que as contas estão certas, informar os papalvos, sem fundamento, que a economia está na maior…
 
O que é a verdade no socrapífio país em que vivemos? Ainda existirá essa coisa, a verdade?
 
Onde vamos parar, se é que vamos parar?
 
*
 
Um regresso de férias desastroso. O “Expresso” conta que, no PSD, ou Mendes ou Menezes, ou o Diabo ou o Pintam. Mais nada. Estamos na saison dos incêndios e a baronagem tem medo de se queimar. Nem a Leite, nem o Rio, nem o Sarmento. Ninguém. Até há um, cujo nome me escapa, que ocupa uma página inteira, ou quase, a dizer que já foi sim, já foi nim, agora é não, tudo por razões especiosíssimas e rebuscadamente ridículas. Podia, ao menos, ficar calado. Ah! Já me lembro! É um tal Branco! Ficamos em branco.
Ou a estupidez suicidária do Mendes, ou o paroquialismo saloio do Menezes. E é um pau.
Onde vamos parar, se é que vamos parar?
 
*
 
Ao menos, na CML há uma esperança. Não, não é esperança na coligação do Costa com o Pide. É no gozo que vamos ter quando os tipos desatarem à porrada. O Costa que se precate. À primeira que não agrade ao Pide, leva com trinta e dois processos-crime na fuça, a Morgadinha dos inquéritos salta-lhe às canetas, e o Irritado, agarrado à barriguinha, vai rir como um possesso.
A ver vamos, se é que vamos.
 
 
 António Borges de Carvalho

O autor

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2014
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2013
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2012
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2011
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2010
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2009
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2008
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2007
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D
  209. 2006
  210. J
  211. F
  212. M
  213. A
  214. M
  215. J
  216. J
  217. A
  218. S
  219. O
  220. N
  221. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub