Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

irritado (blog de António Borges de Carvalho).

O SOCIALISMO É A FILOSOFIA DO FRACASSO, A CRENÇA NA IGNORÂNCIA, A PREGAÇÃO DA INVEJA. SEU DEFEITO INERENTE É A DISTRIBUIÇÃO IGUALITÁRIA DA MISÉRIA. Winston Churchill

irritado (blog de António Borges de Carvalho).

O SOCIALISMO É A FILOSOFIA DO FRACASSO, A CRENÇA NA IGNORÂNCIA, A PREGAÇÃO DA INVEJA. SEU DEFEITO INERENTE É A DISTRIBUIÇÃO IGUALITÁRIA DA MISÉRIA. Winston Churchill

O TRABALHO É UM DIREITO

Há para aí quarenta anos, meti-me num táxi em Munique e resolvi exercitar o meu macarrónico alemão com o motorista. Palavra puxa palavra, e o jóvem acabou por me dizer que era jurista e que, não tendo encontrado emprego em que aplicasse os seus conhecimentos, andava na praça.
Conheço um americano, hoje próspero economista numa multinacional, que, no intervalo entre dois empregos, foi distribuidor de jornais e vendedor de hamburgueres.
Contaram-me que um padre inglês, estando sem paróquia por zanga com o bispo, fazia limpezas no aeroporto de Heathrow.
 
Conheço várias meninas e meninos, licenciados nas mais diversas e (às vezes) estrambólicas matérias, que, em Portugal, vivem do subsídio de desemprego porque não lhes aparece um emprego “compatível”.
Conheço vários empregadores cá do burgo que, com o maior prazer, contratariam uma menina ou um menino desses para tarefas menores. Mas não o fazem porque não há candidatos.
Conheço um sem número de agricultores que, respeitando as leis, contratam operários agrícolas da Moldávia, da Roménia ou da Ucrânia, licenciadíssimos. Não encontram um só português à procura de trabalho.
 
Esta coisa é, para todos os efeitos, um país de gente (muito) fina. Quando se diz que há não sei quantos mil jóvens licenciados no desemprego, deveria dizer-se que há não sei quantos mil jóvens licenciados que não aceitam os empregos que há, preferindo viver à nossa custa.
 
O trabalho é um direito. Por conseguinte, não é um dever.
 
E pronto. Assim vai o socialismo.
 
António Borges de Carvalho

3 comentários

Comentar post

O autor

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2010
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2009
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2008
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2007
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2006
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub