Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

irritado (blog de António Borges de Carvalho).

O SOCIALISMO É A FILOSOFIA DO FRACASSO, A CRENÇA NA IGNORÂNCIA, A PREGAÇÃO DA INVEJA. SEU DEFEITO INERENTE É A DISTRIBUIÇÃO IGUALITÁRIA DA MISÉRIA. Winston Churchill

irritado (blog de António Borges de Carvalho).

O SOCIALISMO É A FILOSOFIA DO FRACASSO, A CRENÇA NA IGNORÂNCIA, A PREGAÇÃO DA INVEJA. SEU DEFEITO INERENTE É A DISTRIBUIÇÃO IGUALITÁRIA DA MISÉRIA. Winston Churchill

DA ESTUPIDEZ DO RESPEITÁVEL PÚBLICO

 
Isto de ser pouco inteligente é uma maçada. Sobretudo quando uma pessoa tem, como elementos de comparação, figuras tão gradas como os ilustres membros do governo, os juízes ou os senhores do ministério público. É tal o brilho destas privilegiadas mentes, que o cidadão fica ofuscado, cego, incapaz de as entender.
 
Senão, veja-se o que se tem passado nos últimos tempos.
 
Primeiro:
- Com o habitual parangonismo, o governo da Nação fez passar um diploma no qual, alegadamente, põe os magistrados em situação “laboral” paralela, ou igual, à dos funcionários públicos;
- As doutas classes atingidas pela medida desdobraram-se, como o Irritado já referiu, em indignadíssimos protestos, gritando que lhes estavam a dar cabo da “independência”;
- Sua Excelência o Procurador Geral da República deu uma entrevista a uma revista qualquer, dizendo cobras e lagartos da iniciativa governamental.
 
Segundo:
- O governo parece que meteu no orçamento uma norma qualquer destinada a derrogar o que tinha legislado;
- O procurador Geral da República disse à rádio e à televisão que, afinal, as cobras eram taínhas e os lagartos lagartixas;
- O ilustre presidente de um sindicato de magistrados vem dizer que a sua organização vai aderir à greve da função pública, já que “tudo o que se passa com eles nos afecta”;
- Um ex-juiz do Tribunal Constitucional vai vai dar uma conferência de imprensa lado a lado com os tipos da Intersindical.
 
Afinal, pergunta o estúpido cidadão:
- Os magistrados são funcionários públicos ou não são funcionários públicos? Ou é à la carte, isto é, quando lhes convém, são (caso da greve), quando não lhes convém, não são (caso da carreira)?
- Qual é a posição do senhor PGR? A que a revista publicou ou a que disse à rádio e à televisão? São lagartos ou lagartixas?
- O que é isso da independência dos magistrados? É a que lhes é conferida pela irresponsabilidade do acto de julgar, ou pela auto-gestão?
- Quem cumpre a Constituição? O governo (quando diz que é preto), o governo (quando diz que é branco), a CGTP, o PGR? Quem? O que diz, afinal, a Constituição? Quer dizer o que diz, ou quer dizer outra coisa? O quê?
 
E é assim que o cidadão, estupidamente, acha que há altas classes, neste país, que perderam definitivamente o bom senso, que se não dão ao respeito, que são iguais aos demais e que, com isso, defraudam as pessoas que ainda insistem em ter nelas alguma réstea de confiança.
 
António Borges de Carvalho

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

O autor

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2010
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2009
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2008
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2007
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2006
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub