Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

irritado (blog de António Borges de Carvalho).

O SOCIALISMO É A FILOSOFIA DO FRACASSO, A CRENÇA NA IGNORÂNCIA, A PREGAÇÃO DA INVEJA. SEU DEFEITO INERENTE É A DISTRIBUIÇÃO IGUALITÁRIA DA MISÉRIA. Winston Churchill

irritado (blog de António Borges de Carvalho).

O SOCIALISMO É A FILOSOFIA DO FRACASSO, A CRENÇA NA IGNORÂNCIA, A PREGAÇÃO DA INVEJA. SEU DEFEITO INERENTE É A DISTRIBUIÇÃO IGUALITÁRIA DA MISÉRIA. Winston Churchill

A GRANDE PANACEIA

O estilo da geringonça são três, passe a bojarda: o do tesoureio, chamado Centeno, o do secretário, de nome Costa, e o do presidente, conhecido por Marcelo.

O tesoureiro entesoura, como é seu mister, tem medo dos credores, usa os meios mais práticos e eficazes para que os eles não chateiem e a clientela se mantenha, custe isso o que custar, doa a quem doer.

O secretário, por um lado, verga-se ao tesoureiro, por outro aos colegas que o aguentam no poder, pratica desbragada lábia, nada de escrúpulos ou de amor à verdade. Um verdadeiro compincha.

O presidente, aliás incontestável chairman da organização, vai acalmando hostes menos favoráveis com a sua tão apreciada política de ósculos, pratica sem parança a verborreia, raramente se atrevendo a dar uma bicada, isto em favor da “estabilidade” ou da simpatia.

Dos trabalhos desta trempe, é de realçar a confiança dos credores, coisa que, com Passos Coelho – que a conquistou – era, para os actuais geringonços, um horror,uma submissão, uma desgraça. Hoje, é um título de glória. Resultados, por exemplo: temos o chamado serviço nacional de saúde a cair de podre, a malta a fugir para o privado, os médicos e os enfermeiros a dar à sola assim que podem, a nacionalização dos prejuízos da TAP, a absurda entrada a quatro patas na Casa do Douro, o crescimento miserável, a educação de rastos, a luta sem tréguas contra os “privados”, as políticas “de género”, a estatização de tudo o que se põe a jeito, a sociedade cada dia mais amorfa, a poupança inexistente, as bolhas a espreitar...

Segundo esta gente, uns abertamente outros ainda com alguma vergonha, a grande solução para tudo é o Estado. O omnipresente, o omnipotente, o maravilhoso Estado. A panaceia universal das esquerdoidas, dos bolchevistas e dos pedros nunos santos & Cª ilimitada. Quando os bancos privados se arruinam, por importação de crises, incompetência ou aldrabice, ó da guarda que é preciso deixá-los cair, não meter neles um chavo. Mas, se for a sacrossanta CGD - 100% do Estado - tão arruinada como os outros, então tudo bem, é “nossa”! Se a medicina privada sai mais barata ao Estado que a pública, é preciso nacionalizá-la, ou pô-la fora de combate. Os colégios privados, esses, produtivos ou não, são para acabar. Tudo exemplos claríssimos de que “a luta continua”, agora com um grande cúmplice, o PS.

Entretanto, a sociedade definha, encostada a ilusões e a imediatismos sem sentido nem futuro.

Ou com o futuro previsível: a miséria socialista, venha ela dos “moderados”, dos radicais ou dos extremistas.

 

14.4.19

O autor

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2006
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D