Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

irritado (blog de António Borges de Carvalho).

O SOCIALISMO É A FILOSOFIA DO FRACASSO, A CRENÇA NA IGNORÂNCIA, A PREGAÇÃO DA INVEJA. SEU DEFEITO INERENTE É A DISTRIBUIÇÃO IGUALITÁRIA DA MISÉRIA. Winston Churchill

irritado (blog de António Borges de Carvalho).

O SOCIALISMO É A FILOSOFIA DO FRACASSO, A CRENÇA NA IGNORÂNCIA, A PREGAÇÃO DA INVEJA. SEU DEFEITO INERENTE É A DISTRIBUIÇÃO IGUALITÁRIA DA MISÉRIA. Winston Churchill

AS BRUXAS DO CASAL VISTOSO

Dizem as crónicas que as bruxas de Salém eram boas raparigas. Acredito. As do Casal Vistoso nem por isso. São áulicas do grande Satã Costa, a quem fielmente servem e que às vezes criticam para dar um ar da sua graça. Sempre inspiradas pelo tenebroso mago Louçã, preparam-se para o assalto final. O mago já tomou posições na barbacã do castelo: domina, como conselheiro, o imperador de Belém e os grands argentiers do império, sitos na baixa da capital.

É a vez das bruxas e dos seus serventes. Elas já se auto-nomearam para os mais altos cargos, da cobrança de impostos à doutrinação dos indígenas, das mezinhas para a espinhela caída ao domínio da corte regional e das cortes estrangeiras, por natureza inimigas. Também há uns indefectíveis lacaios que deitam a cabecinha de fora para que as bruxas os escolham. Tiveram até a ousadia de citar os cadeirões a que aspiram. Mas, apesar de um ou outro osso que lhes venha a ser atirado pelas bruxas do alto das muralhas, nunca passarão de servos, elas não consentem concorrentes vindos lá de baixo sem o seu prévio aval.

E dizem, supremo cinismo da bruxaria, que o povo é que as vai querer. Como se alguma vez tivessem tido o apoio do povo fosse para o que fosse. Não é coisa que lhes interesse, elas são a vanguarda mágica, as vanguardas mágicas nunca precisaram do povo para nada, como a história demonstra. Precisam, isso sim, do grande Satã e do seu nunca negado abraço. Com isso já contam. O grande Satã também não precisou do povo para nada para chegar onde chegou. Bem pelo contrário, chegou lá contra a vontade do povo, assim demonstrando que vale mais ter uns truques na manga que ter o povo a empurrar.

Bruxedo maior, declaram-se “cordiais”, o que é o contrário da filosofia do ódio que anima as bruxas más: os “outros” não tiveram acesso à missa negra, nem aos beijinhos das bruxas menores que reprentavam o grande Satã e o primo Jerónimo.

No seu dourado camarim, a Grande Bruxa Catarina olha o espelho mágico, e pergunta: espelho meu, há alguma bruxa melhor que eu para mandar no castelo? Não se sabe  a resposta do espelho, mas a verdade é que andam por aí outras bruxas tão perigosas quanto ela. Ou mais...

 

12.11.18

3 comentários

Comentar post

O autor

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2010
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2009
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2008
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2007
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2006
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub