Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

irritado (blog de António Borges de Carvalho).

O SOCIALISMO É A FILOSOFIA DO FRACASSO, A CRENÇA NA IGNORÂNCIA, A PREGAÇÃO DA INVEJA. SEU DEFEITO INERENTE É A DISTRIBUIÇÃO IGUALITÁRIA DA MISÉRIA. Winston Churchill

irritado (blog de António Borges de Carvalho).

O SOCIALISMO É A FILOSOFIA DO FRACASSO, A CRENÇA NA IGNORÂNCIA, A PREGAÇÃO DA INVEJA. SEU DEFEITO INERENTE É A DISTRIBUIÇÃO IGUALITÁRIA DA MISÉRIA. Winston Churchill

BEM FEITA!

 

Quando este governo entrou em funções, teve o IRRITADO a esperança que a RTP, sorvedouro inútil do dinheiro das pessoas, fosse simplesmente fechada. Fartou-se de escrever sobre o assunto, mas linguém ligou bóia.

Podiam vender o património, pagar as indemnizações e pôr o pessoal com dono. Se quisessem manter certas valências (internacional, África...) que contratassem o serviço com as privadas.

O Relvas andou para aí a tergiversar, sem coragem para afrontar a esquerda de maneira que se visse. Depois, foi o que se sabe.

Veio o Poiares Maduro e lá arranjou uma solução, de forma a que o governo sacudisse a água do capote e a malta continuasse a pagar, mas dando a organização menos prejuízo. Além disso, houve a louvável intenção de afastar qualquer suspeita de intrusão governamental na chamada comunicação social, coisa de que, como o passado demonstra, o PS tanto tanto gosta. Tirando isto, ficou tudo mais ou menos na mesma.

Agora, os ilustres administradores da organização resolveram comprar a liga dos campeões por 18 milhõezitos.

Como declaração de interesse, diga-se que o IRRITADO até gostava de ter a liga dos campeões à disposição e, com a maior das boas vontades, até seria capaz de aceitar que, no fim da picada, não fosse mau negócio. Mas, meus amigos, era mau negócio, sim. Se os privados não chegaram à verba da RTP, o mais provável é que tenham achado o negócio ruinoso... A RTP tem limites na publicidade que os outros não têm...

Resumindo, os administradores são corridos por intervenção ciumenta de um conselho, autoridade, entidade ou coisa do género. Como se, por cá, houvesse falta de tais e tão contraproducentes organizações.

Virão outros, sem que ainda se tenha percebido se o negócio da bola está ou não subscrito, isto é, se os novos não se verão na contingência de ter que respeitar um contrato que os velhos tinham o direito formal de subscrever.

Em conclusão, se o governo tivesse seguido os sensatos conselhos do IRRITADO – uma reforma a sério - a estas horas já toda a gente se tinha esquecido que a RTP tinha existido, dado que não faria falta a quem quer que fosse. Assim, fica uma trapalhada, mais uma bronca e... continuamos a pagar um elefante branco que, como tantos outros, fazia e faz o poder e a glória do PS e dos demais penduricalhos da esquerda.

Ninguém negará que este governo tem coragem. Porque se acobardou nesta matéria? Agora, apanha com as consequências e... é bem feita!

 

3.12.14

 

António Borges de Carvalho

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

O autor

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2010
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2009
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2008
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2007
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2006
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub