Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

irritado (blog de António Borges de Carvalho).

O SOCIALISMO É A FILOSOFIA DO FRACASSO, A CRENÇA NA IGNORÂNCIA, A PREGAÇÃO DA INVEJA. SEU DEFEITO INERENTE É A DISTRIBUIÇÃO IGUALITÁRIA DA MISÉRIA. Winston Churchill

irritado (blog de António Borges de Carvalho).

O SOCIALISMO É A FILOSOFIA DO FRACASSO, A CRENÇA NA IGNORÂNCIA, A PREGAÇÃO DA INVEJA. SEU DEFEITO INERENTE É A DISTRIBUIÇÃO IGUALITÁRIA DA MISÉRIA. Winston Churchill

CENSURA E MARIQUICE

 

Um senhor Cabrita, tido por ministro não sei de quê, tem-se, ao longo do tempo, notabilizado pelas bojardas que vai largando, as mais delas dignas da esquerda do bloco de esquerda ou, mais propriamente, da barbárie ieológica em que o Costa transformou o PS.

Desta vez, o fulano excedeu-se. Tresleu uns livrinhos, aldrabou com quantos dentes tem na boca, “interpretou” os inocentíssimos e equilibradíssimos desenhos e os escritos de uns livrinhos para meninos e meninas segundo a porcaria da nova “moral” e... vai disto!, “recomendou” a sua retirada de mercado. Aqui temos um acto de censura, tão descarada e torpe como a do antigamente. Só que a do antigamente era oficial, assumia-se e, nesse sentido, era “transparente”. Os sentimentos do senhor Cabrita são os mesmos dos dos coronéis, os actos são diferentes - são os que o ambiente europeu proporciona - mas da mesmíssima natureza. Se o chamado primeiro-ministro fosse um democrata, corria com o homem. Mas não é.

Tão má como o cabritismo foi a reacção maricas da Porto Editora. Com medo que a atmosfera cabritista lhe viesse a prejudicar as vendas, meteu o rabo entre as pernas e retirou os livros do mercado.

Estes  dois factos são o sinal claro do galopante descaramento e da força crescente do ambiente de terror em que vivem as pessoas normais, mergulhadas nos ditames do politicamente correcto que, mais evidentes ou mais disfarçados, se abatem sobre a sociedade.

 

27.8.17   

 

ET. Pensando melhor, hverá que identificar hipóteses de emprego viáveis para o senhor Cabrita, caso o chamado primeiro–ministro se converta ao Estado de Direito e o ponha na rua. Algumas sugestões: poderia vir a ter uma posição de destaque no Irão, aplicando os seus conhecimentos e aptidões à moral dos aiatolas, mediante, por exemplo, a sua qualificada colaboração na actualização da lista de livros proibidos em vigor; igualmente, com as devidas adaptações, poderia ser adjunto do grande filósofo e político africano senhor Obiang, identificando alguns contestatários indesejáveis e outros elementos pouco adaptados aos princípios básicos do regime; não despicienda seria também a hipótese de se empregar como ministro bolivariano na Venezuela, a fim de identificar desviacionismos contra-revolucionários. Apenas algumas hipóteses para que se possa ver o talento do senhor ser útil e, claro, para não o deixar no desemprego.

Quanto à Porto Editora, talvez pudesse candidatar-se à edição de revistas pornográficas, sem limites de "genero" ou de especialidades": têm muita procura em Angola, e não irritariam o senhor Cabrita.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

O autor

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2010
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2009
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2008
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2007
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2006
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub