Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

irritado (blog de António Borges de Carvalho).

O SOCIALISMO É A FILOSOFIA DO FRACASSO, A CRENÇA NA IGNORÂNCIA, A PREGAÇÃO DA INVEJA. SEU DEFEITO INERENTE É A DISTRIBUIÇÃO IGUALITÁRIA DA MISÉRIA. Winston Churchill

irritado (blog de António Borges de Carvalho).

O SOCIALISMO É A FILOSOFIA DO FRACASSO, A CRENÇA NA IGNORÂNCIA, A PREGAÇÃO DA INVEJA. SEU DEFEITO INERENTE É A DISTRIBUIÇÃO IGUALITÁRIA DA MISÉRIA. Winston Churchill

COMO?

Parece que a política do covide está a causar mais estragos do que os que já são públicos e notórios.

Dizem números oficiais que a produção de bebés caiu mais de trinta por cento na era covide.

Dirá então a voz dos resistentes: aí têm o resultado da fabricação do terror levada a cabo pelas autoridades, pelos “cientistas”, “especialistas” e outros “istas” que, aos pontapés, andam por aí armados em estrelas da televisão, a dizer hoje que é preto, amanhã branco e depois azul aos quadradinhos. Unanimemente, assim ou assado, todos colaboram no terror. Muitos deles já foram, e são, desmentidos, sem precisar de quem os desminta, ou seja, desmentem-se a si próprios, sem pudor nem desculpa. O direito à informação transformou-se em direito à confusão.

Como querem que as pessoas não desistam de ter filhos? Como querem que as pessoas não achem que estão às portas da morte? Como querem que as pessoas não se deixem influenciar pela propaganda se são matraqueadas, todos os dias, pelas mais catastrofistas previsões e cenários? Como querem que tenham alguma sombra de optimismo ou de confiança no futuro? Como, se as estatísticas dos óbitos,  unânimes e optimistas, não são lidas nem analisadas pelos jornais porque dizem que o problema, colectivamente, é de somenos. Como, se nada de positivo é comunicado, a não ser, é claro, o que possa ser interpretado como grande feito do governo e quejandos?

Dir-se-á, com razão, que são as  próprias pessoas a a propagar o terror e a gostar dele. É verdade. Como podia ser diferente se a informação não colaboracionista é escondida, calada, perseguida, multada, ostracisada, insultada, transformando a Liberdade de opinião numa coisa a esquecer, um pinchavelho de um passado já caído na obsolescência?

Como?

 

20.4.21

NB. Vacine-se, como antes se vacinava contra a gripe, coisa que matava imensa gente sem que ninguém ligasse ao assunto. Não vá na conversa dos que se entretêm a arranjar mais terrores a propósito das vacinas. E deixe-se de mariquices.

1 comentário

Comentar post

O autor

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2010
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2009
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2008
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2007
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2006
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub