Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

irritado (blog de António Borges de Carvalho).

O SOCIALISMO É A FILOSOFIA DO FRACASSO, A CRENÇA NA IGNORÂNCIA, A PREGAÇÃO DA INVEJA. SEU DEFEITO INERENTE É A DISTRIBUIÇÃO IGUALITÁRIA DA MISÉRIA. Winston Churchill

irritado (blog de António Borges de Carvalho).

O SOCIALISMO É A FILOSOFIA DO FRACASSO, A CRENÇA NA IGNORÂNCIA, A PREGAÇÃO DA INVEJA. SEU DEFEITO INERENTE É A DISTRIBUIÇÃO IGUALITÁRIA DA MISÉRIA. Winston Churchill

DA VERDADE DESPORTIVA

 

O coach (em português diz-se mister, perdoe-se inglesismo), é um mestre a evitar golos. Quando parece que o adversário vai mesmo acertar na baliza, o coach tira a baliza do sítio e diz que a bola não entrou. O adversário recorre ao video-árbitro, mas o video-árbitro não viu golo nenhum, porque a baliza não estava lá. Bola fora. Qualquer azar é sempre, na abalizada opinião do coach, culpa de ninguém que lhe seja próximo. E, como o árbitro está, indefectivelmente, ao lado do coach (não se sabe bem porquê, mas as especulações são muitas), o coach sai-se bem por definição. Aliás, como está à vista de todos, os jogadores do coach nunca têm problema nenhum, nunca se enganaram, nunca fizeram esterco, nunca nada. Qualquer contratempo, designadamente os provocados pela juíza de linha, são ultrapassados: o coach, de sociedade com o árbitro, corre com ela. Um descanso que não há quem não veja, mas as coisas são como são. Os jogadores estão, sempre, acima de qualquer crítica ou de qualquer suspeita, a salvo de qualquer acusação, podem fazer as asneiras que lhes der na cabeça, podem chutar torto as vezes que quiserem, praticar o auto-golo com alta competência, que o coach não dá por nada, anula o golo, e pronto. o árbitro agradece e apoia com entusiasmo. Houve quem assaltasse o vestiário, levasse chuteiras e calções. Os mais altos polícias garantiram que as chuteiras precisavam de meias-solas e que os calções estavam rotos. Tudo para abate. Depois, como os adversários não se calavam, veio um digno assessor, encarregado, como outros, de dizer parvoíces, e declarou que, se calhar, ninguém tinha roubado nada. O árbitro calou-se, o coach assobiou para o ar. Depois, os polícias que trabalham sob as ordens do encarregado das parvoíces resolveram devolver as chuteiras e os calções, artigos que, afinal, eram de primeira qualidade. O tipo das parvoíces achou muito bem e, com o apoio do coach, resolveu que não tinha nada a ver com o assunto, e chutou para fora.

É assim. O coach e o seu plantel (animais seleccionados, reza o dicionário) mantêm-se vigorosos, cheios de perspectivas e sempre fiéis à verdade desportiva.  

 

28.9.18

O autor

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2007
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2006
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D