Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

irritado (blog de António Borges de Carvalho).

O SOCIALISMO É A FILOSOFIA DO FRACASSO, A CRENÇA NA IGNORÂNCIA, A PREGAÇÃO DA INVEJA. SEU DEFEITO INERENTE É A DISTRIBUIÇÃO IGUALITÁRIA DA MISÉRIA. Winston Churchill

irritado (blog de António Borges de Carvalho).

O SOCIALISMO É A FILOSOFIA DO FRACASSO, A CRENÇA NA IGNORÂNCIA, A PREGAÇÃO DA INVEJA. SEU DEFEITO INERENTE É A DISTRIBUIÇÃO IGUALITÁRIA DA MISÉRIA. Winston Churchill

DO REGRESSO DO REGIONALISMO

 

Desde tempos imemoriais que se anda para aí a clamar pela chamada regionalização. Um artista qualquer conseguiu meter a coisa na Constituição. Algum rasgo de bom senso, porém, veio em socorro do país. Em inequívoco referendo os portugueses manifestaram-se claramente contra tal atentado. Pensar-se-ia que o assunto estava arrumado de uma vez por todas. A  regionalização corresponderia, como é óbvio, à multiplicação da classe política por n, com novas hordas de presidentes, vice-presidentes, deputados regionais, etc., mais dinheiro deitado à rua, mais lutas intestinas, inúteis e caras, mais campo de corridas para a corrupção, mais influência espanhola, um nunca acabar de eleições... enfim, a coisa foi a seu tempo denunciada, os eleitores responderam com clareza.

Agora temos a chamada “descentralização”. Ninguém ainda percebeu com um mínimo de clareza o que será tal coisa. O que se sabe é que um dos antigos profetas da regionalização, o Dr. Rio, está de acordo com o Costa para andar com a história por diante. Tudo o resto é fogo de vista, bla bla bla, dando a impressão ou a convicção de que os donos da iniciativa não têm a mínima noção do que fazer, de quanto vai custar ou de quais serão as consequências da transferência de competências, quer dizer, de dinheiro, e de pelouros, quer dizer, de dinheiro. A confusão está instalada. Parece que a extrema esquerda não vai na conversa, o que é natural. Pense-se no trabalhão que seria para a CGTP, quer dizer, para o PC: andar por aí a fazer greves municipais, a ver os seu agentes cheios de “bairrismo”, os regimentos tranformados em pelotões. O BE como é sabido, a nível concelhio não vale meio tostão furado, nada tem a ver com o “interior” ou com as “classes trabalhadoras”, a não ser para efeito das suas gigajogas parlamentares ultra burguesas; é uma questão de “género”.

Quer isto dizer que a única maneira de fazer passar seja o que for será com a cumplicidade do PSD, ou seja, do Rio. Parece garantido, não parece? Na opinião deste líder, será um passo a caminho da sua bem-amada regionalização.

A ver vamos o que se vai passar. Se querem um prognóstico, direi que nada se passará. Como dinheiro se está a acabar,  o Centeno mete umas contas no assunto, e vai tudo por água abaixo.      

 

6.7.18

O autor

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2007
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2006
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D