Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

irritado (blog de António Borges de Carvalho).

O SOCIALISMO É A FILOSOFIA DO FRACASSO, A CRENÇA NA IGNORÂNCIA, A PREGAÇÃO DA INVEJA. SEU DEFEITO INERENTE É A DISTRIBUIÇÃO IGUALITÁRIA DA MISÉRIA. Winston Churchill

irritado (blog de António Borges de Carvalho).

O SOCIALISMO É A FILOSOFIA DO FRACASSO, A CRENÇA NA IGNORÂNCIA, A PREGAÇÃO DA INVEJA. SEU DEFEITO INERENTE É A DISTRIBUIÇÃO IGUALITÁRIA DA MISÉRIA. Winston Churchill

FRUTA DA ÉPOCA

 

Depois de três testes terem dado negativo, um futebolista foi, pela dona Freitas, impedido de jogar. Dona Freitas telefonou ou mandou telefonar exigindo a sua expulsão de um jogo em curso. Parece que o rapaz tinha estado em contacto com um infectado. Manifestou sempre boa saúde e, apesar da diligente insistência das “autoridades” em testes e mais testes, nunca lhes deu o prazer de ser portador do vírus.

Milhares de jóvens – os turistas que restam ao Algarve – foram atacados pela GNR quando praticavam o nefando crime de estar juntos, à noite, a beber umas cervejolas.

Uns casais que levaram os filhos a um parque infantil foram objecto de acção da PSP, por incumprimento culposo dos limites impostos pela pandemia, leia-se, pelo governo.

Todos os dias, os media parangonam as mais terríficas notícias. Não poucas vezes, por exemplo, tenho visto assustadoras letras gordas anunciando a morte de uma senhora de noventa e três anos num lar em Freixo de Espada às Costas.

Nunca, ou quase nunca, fosse quem fosse encontrou em tais veículos estatísticas comparativas dos mortos de anos anteriores, comparando-as com os últimos meses. A “informação” é o que é, está ali para vender, o susto é que vende.  

Os médicos que ainda têm algum amor à sua profissão e ao seu semelhante, que se preocupam com a saúde pública e que não estão borrados de medo ou encostados à bananeira, têm vindo, aqui e ali, nas raras vezes em que lhes dão oportunidade para tal, a chamar a atenção para a necessidade pública de se voltar à “medicina clínica”, isto é de se tratar da saúde por outras razões que não sejam a trampa nacional do covide. Mas a restauração do SNS é coisa que ainda não atingiu o limiar das preocupações do governo. A não ser, talvez, em sede de paleio de xaxa.

Eu sei que há uns heréticos a insistir no fim das catadupas de testes a gente saudável, a fim de lhes acabar com a saúde. Segundo tais e tão anti-sociais indivíduos, devia tratar-se quem está doente e deixar os demais dar cabo do vírus. Mas aí, há que reconhecê-lo, as “autoridades” socialistas e os seus seguidores, caguinchas e outros adeptos, têm que actuar com mão de ferro e sem contemplações. Há que ser polícias e bufos uns dos outros, coisa a que, nos nossos dias, se chama civismo democrático. E que se lixem esses parvos dos cancros, dos AVCs, dos diabetes de de outras actividades menos “cívicas”.

É a fruta da época. Está podre mas deve ser "biológica".

 

13.7.20

3 comentários

Comentar post

O autor

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2014
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2013
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2012
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2011
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2010
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2009
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2008
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2007
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D
  209. 2006
  210. J
  211. F
  212. M
  213. A
  214. M
  215. J
  216. J
  217. A
  218. S
  219. O
  220. N
  221. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub