Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

irritado (blog de António Borges de Carvalho).

O SOCIALISMO É A FILOSOFIA DO FRACASSO, A CRENÇA NA IGNORÂNCIA, A PREGAÇÃO DA INVEJA. SEU DEFEITO INERENTE É A DISTRIBUIÇÃO IGUALITÁRIA DA MISÉRIA. Winston Churchill

irritado (blog de António Borges de Carvalho).

O SOCIALISMO É A FILOSOFIA DO FRACASSO, A CRENÇA NA IGNORÂNCIA, A PREGAÇÃO DA INVEJA. SEU DEFEITO INERENTE É A DISTRIBUIÇÃO IGUALITÁRIA DA MISÉRIA. Winston Churchill

JOE BERARDO

Sempre achei piada ao Berardo. Os seus discursos na TV nos tempos da crise do BCP metiam num chinelo os do Araújo Pereira. O homem desdobrava-se em considerações sobre “a institução”, que se desmoronava aos poucos, acabando por não se perceber o que queria dizer, com aquele ar meio esperto meio alarve que o caracteriza. Dele se diz um sem número de coisas, deve milhões, trata o poder com a arrogância dos simples, deve ser espoliado, e é, por causa das dívidas, faz casas de banho no terraço, um nunca acabar de acusações, se calhar certeiras, razoáveis, fundamentadas, mas continua a fazer obras e obras, sabe-se lá como ou com que dinheiro. No fundo, será um gozão cheio de lata, tipo Trump. Não sei.

O que é visível, porém, é que fez uma colecção de arte moderna inigualável, tem um parque “asiático” no Bombarral, com Budas de todos os tamanhos e feitios guardados por soldados de barro, numa enorme quinta, visitável por quem quiser, onde produz, julgo, uns vinhos e mais não sei quê. Tem um palácio em Azeitão, que comprou decrépito e recuperou contra ventos e marés e que pôs à disposição de visitantes outrora proibidos de lá entrar. Tem uma enorme organização de vinhos sediada em boas instalações agro-urbanas, com paisagens, lagos e estatuária de sua conta e risco (ou dos bancos, não se sabe ao certo), que estão à vista de todos, são visitáveis por todos, de borla, apesar de crítica e condenações sem fim. Já no meio das maiores perseguições, fruto de uspeitas ou certezas financeiras, continua sem parar. Abriu um novo museu de azulejos, julgo que em Évora, à disposição dos apreciadores de arte e cultura. Mais uma cereja no bolo: transformou um barracão que há décadas não servia para nada que não fosse agredir a paisagen, e fez, ou está a fazer (sem licença da câmara, como o Corte Inglês) mais uma instalação cultural, julgo que para interpretação de actividades económicas relacionadas com a produção de vinhos. Talvez faça, ou tenha feito mais coisas, que não sei nem procuro, hão de vir nos jornais, rodeadas de acusações e indignações.

Como “julgar” Berardo? Trafulha desde pequenino, ou mecenas como não há outro? Berardo deve ir parar à cadeia ou ser condecorado pelos serviços prestados à comunidade? Onde está o “interesse público”?

 

25.10.20    

8 comentários

Comentar post

O autor

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2007
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2006
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D