Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

irritado (blog de António Borges de Carvalho).

O SOCIALISMO É A FILOSOFIA DO FRACASSO, A CRENÇA NA IGNORÂNCIA, A PREGAÇÃO DA INVEJA. SEU DEFEITO INERENTE É A DISTRIBUIÇÃO IGUALITÁRIA DA MISÉRIA. Winston Churchill

irritado (blog de António Borges de Carvalho).

O SOCIALISMO É A FILOSOFIA DO FRACASSO, A CRENÇA NA IGNORÂNCIA, A PREGAÇÃO DA INVEJA. SEU DEFEITO INERENTE É A DISTRIBUIÇÃO IGUALITÁRIA DA MISÉRIA. Winston Churchill

NAS MÃOS DESTA GENTE

 

Uma notícia ontem vinda nos jornais pode resumir-se assim:

- O artista de Braga pôs mais uma acção contra a CML, exigindo a módica quantia de 350 milhões de euros de indemnização pelos lucros que deixou de ter em consequência das tropelias camarárias no caso Parque Mayer/Feira popular;

- Em Janeiro, a Câmara aceitou pagar ao homem 102 milhões a título de reposição de despesas;

- Estes 102 milhões serão pagos pela Câmara a prazo, acrescendo 29,5 milhões de juros;

- A CML aceitou o uso de um tribunal arbitral para resolução de uns trocos que ficaram fora do acordo dos 102 milhões mais juros, ou seja dos 131.5 já acordados;

- É nesse tribunal que o artista bracarense põe a tal acção de 350 milhões;

- O ilustre presidente da CML que temos já aceitou pagar, a este título, 50 milhões.

 

A notícia que refere estes factos é escrita, e muito bem, sem comentários. Interessante é que, nem no jornal em causa nem noutro qualquer houve comentarista ou opinista, dos milhares em acção, que tecesse quaisquer considerações sobre o assunto. As televisões et alia calaram-no.

Feitas umas continhas, temos que a CML vai pagar ao senhor Névoa uma quantia que se situará entre os 181,5 e os 531,5 milhões – o primeiro número já está garantido - mais os juros da última tranche, ou seja, seguindo o mesmo critério, entre 14,5 e 153,2 milhões, elevando-se o cálculo para qualquer coisinha entre 292 e 684 milhões. Se o tribunal arbitral for simpático, talvez se possa fixar o pagamento total médio nuns 488 milhõezitos.

Porquê? Porque a Câmara PS, em linda iniciativa do Fernandes, tomada sob os olhares desvelados do Costa e da Roseta, pôs em causa os acordos a que o próprio PS chegara na Assembleia Municipal, armadilhou o Névoa de forma cobarde e pidesca, acusou o Presidente Carmona Rodrigues e a vereadora Eduarda Napoleão de corrupção, gestão danosa e outras aldrabices, tratou de deixar ao mais miserável abandono - há mais de dez anos! - dois dos mais importantes locais da cidade, e tem, estupidamente, deixado progredir tal abandono sem tomar uma única decisão que lhe ponha fim ou melhore a situação.

O Névoa safou-se dos pides. Carmona e Napoleão foram, como não podia deixar de ser, absolvidos - por duas vezes! -, a CML já se comprometeu a esportular pelo menos 181,5 milhões, e vai, de certeza, ver tal verba acrescida. A única coisa em que a CML “triunfou” foi na miserável estagnação dos terrenos, ora pasto de ratazanas, de gangues, de lama e de ruínas.

Perante estes crimes contra a cidade, que sofre, e os munícipes, que vão pagar, que contrição houve por parte dos culpados, que indignação invadiu os jornais, que comentador acusou, que jornal pegou no assunto, que jornalista investigou? Nada nem ninguém.

Será que alguma alma caridosa, das muitas que têm bem pago assento na “comunicação social” quer pegar no assunto? Não. O IRRITADO não se cansa. Mas está sozinho.

A pergunta, a mais angustiante pergunta, é: será que o país merece vir a ficar nas mãos desta gente?

 

16.11.14

 

António Borges de Carvalho

9 comentários

Comentar post

O autor

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2014
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2013
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2012
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2011
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2010
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2009
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2008
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2007
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D
  209. 2006
  210. J
  211. F
  212. M
  213. A
  214. M
  215. J
  216. J
  217. A
  218. S
  219. O
  220. N
  221. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub