Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

irritado (blog de António Borges de Carvalho).

O SOCIALISMO É A FILOSOFIA DO FRACASSO, A CRENÇA NA IGNORÂNCIA, A PREGAÇÃO DA INVEJA. SEU DEFEITO INERENTE É A DISTRIBUIÇÃO IGUALITÁRIA DA MISÉRIA. Winston Churchill

irritado (blog de António Borges de Carvalho).

O SOCIALISMO É A FILOSOFIA DO FRACASSO, A CRENÇA NA IGNORÂNCIA, A PREGAÇÃO DA INVEJA. SEU DEFEITO INERENTE É A DISTRIBUIÇÃO IGUALITÁRIA DA MISÉRIA. Winston Churchill

O CAGUINCHAS

 

O mui opinioso senhor Manuel Carvalho, ilustrérrimo director do jornal “Publico” e com assento numa  TV qualquer, deixou passar um artigo da Prof. Maria de Fátima Bonifácio que incendiou as puras almas das redes sociais, perturbou os apóstolos do politicamente correcto, pôs em histéricos frenesis as hostes da esquerda radical.

A senhora contava uma série de verdades, tão verdadeiras como incorrectas, o que acontece, aliás, com a generalidade das verdades. Os fora universitários, peritos em “estudos sociais”, cheios de “causas”, prenhes de esquerdismo bacoco, a abarrotar de boasventuras e de carvalhosdasilva, não aguentaram. A Senhora, implicitamente, punha-os de rastos. Tocar a fímbria das vestes desta gente com meia dúzia de evidências sobre a situação cultural e social das franjas africanas e ciganas que por cá vivem com todos os direitos mas muitos particularismos pouco compagináveis com a cidadania, é crime de lesa correcção, é racismo, xenofobia e outras coisas que a “moral” esquerdoide não pode aceitar.

Mas o pior, muito pior que as recções, verdadeiramente reccionárias, desta malta, foi a “contrição” do senhor Carvalho. Caguinchas, borrado de medo, o homem pediu desculpa por não ter censurado, cruel engano, o artigo da Senhora. Rojou-se aos pés da camarilha e prometeu que nunca mais deixaria que as páginas do seu jornal servissem para a publicação de artigos de opinião que se fastassem da corrente geral dos donos das “causas”. Arrependido, pegou no lápis azul dos coronéis da II República, afiou-o, e garantiu que nunca mais se esqueceria de o utilizar.

Um nojo.

 

8.7.19

O autor

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2006
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D