Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

irritado (blog de António Borges de Carvalho).

O SOCIALISMO É A FILOSOFIA DO FRACASSO, A CRENÇA NA IGNORÂNCIA, A PREGAÇÃO DA INVEJA. SEU DEFEITO INERENTE É A DISTRIBUIÇÃO IGUALITÁRIA DA MISÉRIA. Winston Churchill

irritado (blog de António Borges de Carvalho).

O SOCIALISMO É A FILOSOFIA DO FRACASSO, A CRENÇA NA IGNORÂNCIA, A PREGAÇÃO DA INVEJA. SEU DEFEITO INERENTE É A DISTRIBUIÇÃO IGUALITÁRIA DA MISÉRIA. Winston Churchill

O PROFETA

 

O Chairman e o CEO da geringonça reuniram algures na província a fim de tomar medidas adequadas à tragédia dos fogos. Muito bem!

Não se sabe ao certo o que terão resolvido no seu tête-a-tête. O chairman veio à praça dizer umas coisas a partir de já conhecidas cassetes. O CEO, mais eficaz, contemplou o povo com algumas interessantes declarações, das quais é justo destacar a previsão de inúmeras desgraças durante o fim de semana que se aproxima. Como é natural, o nosso alto dirigente identificou as causas da sua previsão. São elas: o vento, as altas temperaturas e a falta de humidade na atmosfera. Ter-se-á esquecido do aquecimento global, do CO2 e de outros desmandos da humanidade. É de pensar que, tratando-se de um ateu, não se referiu ao São Pedro.

Dois meses depois de incessantes desgraças, novas e maiores catástrofes virão cá passar uns dias. Um fim de semana trágico, sabe-se lá com que consequêcias. Preparem-se, foi caridoso e sensato conselho do CEO. O povo agradece.

Mais importante nas palavras do ilustre político foi o anúncio da sua preclara decisão: declarar o estado de calamidade, com as suas consequências na limitação de direitos das pessoas e no alargamento dos das “autoridades”. Compreende-se que se declare tal estado depois de acontecer alguma catástrofe. Declará-lo antes da catástrofe é mais uma originalidade da criatura. Por outras palavras: o país arde há dois meses, e não houve calamidade nenhuma. Mas quando o fulano resolve anunciar um infernal fim de semana, então sim, determinou o estado de calamidade a priori. Há azar porque ele anunciou que vai haver azar, não porque tenha havido.

Outra reflexão nos deixa um pouco atónitos. É que, conclui-se das iluminadas palavras de sua alteza republicana, há fogos por culpa de tudo, menos de quem os ateia. Causas naturais, por certo. O mato, farto da canícula, resolve suicidar-se, e é o que se vê. Também poderá haver alguma negligência, mas a verdadeira causa é a fúria da Natureza. Genial.

Os números dos incendiários detidos oscilam entre os 74 e os 93, segundo os humores dos jornalistas ou as “informações” das autoridades. Mas tal gente, tais suspeitos, tais criminosos, não fazem parte das preocupações da geringonça. Isto, enquanto por aí já se fala em cartéis de incendiários, se prova reacendimentos absurdos, “naturalmente” impossíveis, perímetros de fogo estudados e executados... Nada disto existe, no parecer de quem diz que governa.

Em conclusão, sigam o conselho do profeta Costa. Preparem-se! E, sobretudo, não contem com ele para vos acudir.

 

18.8.17          

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

O autor

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2010
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2009
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2008
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2007
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2006
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub